SampaPé

04
novembro
Publicado por leticia no dia 04 de novembro de 2017

IMG_6473

Ana Carolina e Leticia Sabino brincando na praca em Medellin

O que foi o Fórum Latino-americano de Pedestres?

Estivemos uma semana em Medellín para participar do Primeiro Fórum Latino-americano de Pedestres (Foro Latinoamericano de Peatones) (http://peatonesmedellin.org/) organizado pela ONG colombiana “En los Zapatos del Peatón” (https://fundapeaton.org/ ) como o primeiro evento da Rede Latino-americana de Pedestres/Peatones.

Mapa das organizações  da  Rede Latino-americana de Pedestres

Mapa das organizações da Rede Latino-americana de Pedestres

A Red/e Latino-americana de Pedestres/Peatones foi formada a partir encontro de várias pessoas da América Latina no México. Todos fomos convidados para falar no “3er  Congreso Peatonal” (http://3congreso.ligapeatonal.org/ ), organizado pela Liga Peatonal mexicana, em maio de 2016 na Cidade do México. Lá estivemos presentes representantes do Brasil, México, Argentina, Equador, Colômbia, Peru e Venezuela – alguns de nós havíamos nos conhecido pela primeira vez no Walk 21 de Viena em 2015, onde já começou a dar liga.

Latino americanos no 3er Congreso Peatonal no Mexico

Latino americanos no 3er Congreso Peatonal no Mexico

Percebemos a importância de aumentarmos a conexão entre experiências ativistas latino americanas, já que vivemos realidades muito parecidas. Já que temos problemas parecidos, temos que colaborar e compartilhar também as soluções. Além disso, percebemos que muito do que é falado por norte-americanos e europeus sobre cidades caminháveis e ocupação do espaço público não “encaixa” tão bem em nossos contextos, o que nos motiva a criar referências locais para revolucionar nossas cidades.

 

Aterrizando e reconhecendo Medellín

 

Em Medellín, ficamos no bairro Bolivariana, próximo ao famoso bairro de Laureles e a estação Estadio do metrô, onde fica o complexo esportivo que foi construído para os Jogos Sul-Americanos realizados em Medellín em 2010.

Com os jogos, houve duas grandes mudanças no bairro. A primeira foi a reformulação da carrera 70 (fotos) e a segunda, a implementação de um programa esportivo noturno de terças e quintas à noite no entorno do estádio da cidade pelo INDER – órgão municipal de esportes (https://sim.inder.gov.co/). Quem me contou tudo isso e me levou para conhecer a programação esportiva noturna no entorno do estádio foi o Sebastian Mattos do Bellocicleta (https://www.facebook.com/Bellocicleta/ ), um coletivo de Bello, município da região metropolitana, e que se tornou um grande parceiro.

Aula de dança ao ar livre no entorno do estadio

Aula de dança ao ar livre no entorno do estadio. Foto: Leticia Sabino

Em paralelo, ma mesma semana estava acontecendo a Semana da Mobilidade de Medellín, para qual os colegas brasileiros do Transporte Ativo ( http://transporteativo.org.br/ta/) foram convidados a participar. Como caminhando nos ligamos com pessoas,, quando a Letícia caminhava em direção ao Parque de los Pies Descalzos encontrou com o João e a Gabriela no caminho fazendo contagem de pedestres e ciclistas em duas das grandes e assustadoras “rodovias” urbanas que rasgam a cidade .

Encontrando o pessoal do Transporte Ativo

Encontrando o pessoal do Transporte Ativo

Chegando ao “Parque de los Pies descalzos”, encontramos uma proposta muito boa de praça com espaço público de muita qualidade, porém pouco ocupado.

Foto: Leticia Sabino

Foto: Leticia Sabino

Ao caminhar pelas ruas de volta para o bairro que estávamos hospedadas, duas coisas positivas chamaram muita atenção. A primeira são as praças entre os prédios que cria espaços públicos a poucos minutos das casas; já a segunda são as intervenções de urbanismo tático  para melhorar travessias e diminuir a largura de algumas avenidas ou diminuir a velocidade praticada pelos automóveis.

IMG_6324

Urbanismo Tatico. Foto: Leticia Sabino

 

 

Oficinas em escolas – interagindo com os pequenos paisas

 

Como parte da nossa participação no Fórum, fomos convidados a levar oficinas a duas escolas em uma das regiões mais vulneráveis da cidade, com o objetivo de sensibilizar crianças sobre o caminhar e o entendimento da cidade como espaço para as pessoas.

Estávamos Leticia (SampaPé), Verónica (Trecedicinueve, Argentina), Isabela (Zu Fuss, Equador) e fizemos 3 atividades: curativos urbanos, amarelinha com os direitos de quem caminha e desenhando a rua ideal (algumas fotos: https://www.facebook.com/Fundapeaton/posts/1749136518472524 ).

IMG_6457

Curativos Urbanos em Medellin. Foto: En los Zapatos del Peaton

IMG_6390

Desenhando a Rua. Foto: Leticia Sabino

Um momento interessante da oficina foi quando, na apresentação, quando perguntadas sobre os meios de transporte utilizados, as crianças nunca respondiam o caminhar,  apesar de quase todas elas irem e voltarem a pé para a escola. . Um menino lindamente justificou falando: “é que os pés já vêm grudado ao nosso corpo”.

As escolas se localizam em Kennedy e Picachito, dois bairros na região da Comuna 12 de Octubre .

IMG_6446

Vista da escola em Picachito. Foto: Leticia Sabino

 

Nesta região também pudemos visitar o parque biblioteca La Quintana, onde fomos recebidos com uma bela visita explicativa. Lá pudemos ver o projeto de atividades para terceira idade acontecendo e a área “mi barrio” para valorizar as histórias e memória local.

 

Parque Biblioteca La Quintana. Foto: Leticia Sabino

Parque Biblioteca La Quintana. Foto: Leticia Sabino

 Foto: Leticia Sabino

Foto: Leticia Sabino

Os Parques Biblioteca são um projeto muito famoso em Medellín que buscou deixar a cidade mais segura através do urbanismo, cultura, arquitetura e espaços de uso público.  Assim foram implementadas nas Comunas mais vulneráveis aumentando a auto estima e oferecendo local e oportunidade para o desenvolvimento cultural.

 

Participação nas mídias locais

 

Aproveitamos nossa passagem por Medellín para “semear a palavra” sobre o caminhar e o contexto brasileiro na imprensa local. A Letícia participou junto com Martha Giraldo, diretora da Fundação En Los Zapatos Del Peatón, do programa “Tiempo Fuera”, da TeleMedellín. Esse é o canal municipal de televisão da cidade, que fica localizado no Canal Parque Gabriel Garcia Marquez. No programa, disponível aqui, elas falaram sobre o Foro e a possibilidade de ele acontecer no Brasil em uma próxima edição.

Leticia participando do programa “Tiempo Fuera” da Telemedellin

telemedellin

Programa “Tiempo Fuera”

Para outro programa do mesmo canal, o “Diálogos Metropolitanos”, Letícia e Ana Carolina gravaram entrevistas sobre a situação da mobilidade a pé no Brasil e opiniões sobre as condições do caminhar em Medellin.

Programa "Dialogos Metropolitanos"

Programa “Dialogos Metropolitanos”

Brasil do Dialogos Metropolitanos

 

Turismo urbanístico

 

Fomos conhecer e percorrer a região de San Javier, onde fica a Comuna 13, bairro que já foi considerado o mais perigoso do mundo. Depois de investimentos em políticas sociais e na transformação urbanística, o bairro deixou esse período tenebroso para trás. Lá conhecemos o Parque Biblioteca San Javier, integrado à estação de metrô, que é uma referência para a juventude e as organizações comunitárias da comuna. Caminhando pelo bairro também encontramos, no entorno do cemitério,  intervenções artísticas que registram a memória das pessoas assassinadas durante a época sombria da Comuna 13.

De lá caminhamos para as escaleras eléctricas que são escadas rolantes para ajudar a circular na inclinação do bairro. De acordo com uma das funcionárias, que mora no bairro, este projeto foi realizado lá porque foi sorteado.

IMG_6502

Escaleras electricas. Foto: Leticia Sabino

Já em cima também encontramos um escorregador ao lado de escadas comuns para deixar o bairro mais lúdico.

Ecorregadores Comuna 13. Foto: Leticia Sabino

Ecorregadores Comuna 13. Foto: Leticia Sabino

 

E depois conhecemos o Metrocable da linha J, totalmente integrado com estação San Javier e que impressionantemente sobre e desce duas grandes montanhas para melhorar o acesso.

Metrocable San Javier. Foto: Leticia Sabino

Metrocable San Javier. Foto: Leticia Sabino

 

Paulista Aberta em Bello para inspirar ruas para as pessoas na Colômbia


Em parceria com os coletivos Bellocicleta e Bicotertulia, no dia anterior ao Fórum, na quinta-feira dia 26 de outubro organizamos uma atividade em Bello, que é um município da região metropolitana do Valle de Aburrá totalmente conectado pelo metrô.

22788831_1861643923864161_8444036058551208347_n

Passamos o webdocumentário “Carros ou Pessoas?” que conta a história da Paulista Aberta e logo fizemos uma roda de conversa com reflexão sobre o uso das ruas nas cidades e conflitos urbanos. Este evento foi na Choza Marco Fidel Suarez.  Uma área central com praça, biblioteca e ruas pedestrianizadas.

Carros ou Pessoas?

 

Bellocicleta, SampaPé! e Bicitertulia

Bellocicleta, SampaPé! e Bicitertulia

E assim nos aquecemos para começar o Fórum com conhecimento do contexto e imersão na cidade.

(próximos textos sobre o Fórum e após )

 

AGRADECIMENTOS ESPECIAIS: EN LOS ZAPATOS DEL PEATON E ICS (INSTITUTO CLIMA E SOCIEDADE)

 

Todos os links:



Tags:, , , , ,

Compartilhe

Comente

Seu e-mail nunca é exibido. Campos obrigatórios são marcados *

*
*

Busca no Blog
Com a palavra...
Leticia Leticia Leda Sabino, 28 anos, é administra-
dora de empresas e idealizadora do SampaPé!. Depois de uma temporada na Cidade do México, percebeu que não só era possível viver sem carro, como somente se deslocando a pé podia experimentar realmente a cidade. Decidiu então partilhar sua descoberta, e criou o projeto de mobilidade urbana com foco no pedestre, para levar as pessoas a refletir sobre modos mais conscientes de locomoção.
Posts mais lidos
Categorias
Arquivo