Democratizando o espaço público da cidade – SampaPé
SampaPé

03
setembro
Publicado por leticia no dia 03 de setembro de 2014

************************************************************************************

Se você é Paulistano com certeza já sonhou algum dia com a Paulista sem carros e você andando ali no meio das vias, observando os arranha-céus e sentindo-se pequeno, em uma tarde ensolarada de domingo.  Ao seu redor apenas outras pessoas circulando a pé,  de patins, patinete, skate e bicicleta, enquanto atividades artísticas, culturais e esportivas acontecendo ao longo da avenida reunindo gente de todo o tipo e gostos para compartilharem aquele espaço de forma harmonica.

E se isso for possível?

***********************************************************************************

Hoje em dia:

Não exatamente desta forma sonhada, algumas vezes ao ano é possível ter uma experiência mais humana (porém um pouco festiva e lotada) na Paulista. Estas oportunidades ocorrem em junho na Parada Gay e em dezembro no Ano novo da Paulista, em que na avenida toda restringe o trânsito de motorizados, liberando o espaço da via para circulação de veículos de tração animal de 2 patas : NÓS.

Ano Novo na Paulista

Ano Novo na Paulista

 

Parada Gay na Av. Paulista

Parada Gay na Av. Paulista

Em junho do ano passado de forma não planejada também foi possível experimentar a abertura da Paulista nos dias de manifestação. Nestas ocasiões eu pude constatar pessoalmente que a abertura da via deu origem a muita gente que aproveitou a situação para passear com o cachorro, andar de skate, fazer uma roda de violão com os amigos entre outras atividades nada a ver com “marchar” na via liberada.

( Veja o Vídeo: Manifestação Festiva na Paulista )

Junho/2013

Junho/2013

Além disso, todos os anos próximo ao Natal a lotação das calçadas para ver todo aquele acontecimento – que inlcui inluminação, coral, estatuas vivas, músicos de rua – na Paulista faz com que a CET tenha que se mobilizar de última hora e aumentar a calçada invadindo o espaço de pelo menos uma pista de carro para ser usada pelas pessoas.

Av. Paulista tomada pelas pessoas em dezembro

Av. Paulista tomada pelas pessoas em dezembro

 

***********************************************************************************

Histórico:

Muita gente não sabe mas em 2004, na gestão da Marta, existiu um programa chamado Domingo na Paulista. O programa consistiu em transformar um trecho da Av. Paulista em rua de lazer todos os domingos, em que aconteciam principalmente atividades culturais em um palco montado na via. Na época uma pesquisa apontou que o projeto tinha 76% de aprovação. Mas isso não foi suficiente, para acontecer o programa contava com o apoio do Anhembi, administrado pela SPturis, porém na gestão Serra  já em 2005 este apoio foi cancelado e o programa teve fim.

***********************************************************************************

A grama dos vizinhos:

Muitas cidades do mundo têm iniciativas como estas para dar mais espaço para as pessoas aproveitarem a cidade e se encontrarem, ainda que seja ao menos aos domingos.

Das muita do mundo selecionei 3 para contar, a escolha destes 3 exemplos foi baseado tanto nas minhas experiências pessoais mais próximas quanto pelo fato de acontecerem em cidades da América Latina, com realidades de dimensão e condições socio-economicas bastante parecidas a de São Paulo. Assim nào tem como falar que isso é “coisa de primeiro mundo”.

Vamos lá:

  —>  1) Cidade do México

– aprox. 9 milhões de habitantes, 24 milhões na região metropolitana

mancera_muevete_bici_me_6

Paseo de la Reforma aos domingos

Em 2010 quando morei no México, não podia acreditar que uma cidade daquele porte, população, trânsito e desigualdade social tivesse tantas iniciativas para as pessoas, foi meu primeiro contato com a possibilidade de transformar uma cidade como São Paulo em um ambiente mais humano.

Aos domingos uma das principais vias de lá, que conecta diversos bairros da cidade ao centro, o Paseo de la Reforma, restringe a circulação dos carros promovendo as mais variadas atividades.

O projeto com o nome “Muevete en bici” promovido pela Secretaria do Meio Ambiente existe desde 2007 e conta com aproximadamente 26 km de vias dedicadas ao lazer das pessoas. No mapa é possível ver a diversidades das atividades.

 plano_muevete_bici

 

 

—>  2  Rio de Janeiro

– aprox. 6 milhões de habitantes, 12 milhões na região metropolitana

Av. Atlântica aos domingos

Av. Atlântica aos domingos

Em 2012 minha minha irmã foi morar no Rio de Janeiro, para mim foi uma chance de conhecer como moradora a cidade maravilhosa. No muitos finais de semana lá pude disfrutar e observar o carioca fazendo o que melhor sabe fazer: se divertir na rua.

É incrível a quantidade de vias liberadas para o uso das pessoas, desde Leblon e Ipanema, Copacabana inteira, mais o aterro do Flamengo. E o mais impressionante é que isso aonteça mesmo com todo aquele espaço de lazer, a praia, já disponível ao lado, mesmo assim as vias ficam lotadas de pessoas.

O projeto no Rio é encabeçado pela Secretária Municipal de Transportes, através de uma lei de áreas de lazer de 2010, e é operada pela CET que planeja todo o deslocamento do transporte motorizado.

 

—>   3) Bogotá

– aprox. 7 milhões, 9 milhões região metropolitana

ciclovia-11

Em dezembro de 2013 tive a oportunidade de visitar Bogotá. Já fui ansiosa para conhecer o modelo multimodal de mobilidade urbana da cidade, confesso que com este ponto específico me decepcionei mas por outros lado as ruas de lazer e o espaço para as pessoas me impressionaram, e muito.

Como se não bastasse já ter a abertura da Carrera Septima para as pessoas todos os dias, aos domingos várias vias cruciais da cidade são abertas para as pessoas e assim a cidade promove espaço para uso de lazer em tudo e para todos. Contantando-se que pela amplitude do programa não se vê aquela concentração de gente.

O programa de Bogotá, “Ciclovía”, encabeçado pelo Instituto Distrital de Recreação e Esporte, foi pioneiro, sendo de 1974. Neste ano o programa completa 40 anos, e conta com incríveis 121 km de vias para lazer.

Ciclovia-de-Bogota

 

 

***********************************************************************************

Conclusão:

Porque AINDA não temos isso na Av. Paulista?

Porque o poder público não vai ter a ideia de dentro sem ser pressionado pelas pessoas que ocuparão a via!

acheoerropaulista

Estou encabeçando uma mobilização com diversos atores e organizações da sociedade para a gente dar este pequeno grande passo na democratização do espaço público da cidade. Para se juntar:

APOIE AQUI

http://paneladepressao.minhascidades.org.br/campaigns/478

Se a Paulista fosse nossa o que você faria?

Vamos começar a nos reunir aos domingos para fazer o que a gente gosta na rua e você está convidado:

https://www.facebook.com/events/569439103184137/

thumb-paulista-aos-domingos

***********************************************************************************

Links e Fontes:

http://www1.folha.uol.com.br/fsp/cotidian/ff0404200517.htm

 http://www1.folha.uol.com.br/fsp/cotidian/ff0104200506.htm

http://www.cicloviasrecreativas.org/es/

http://www.sedema.df.gob.mx/mueveteenbici/images/stories/plano_muevete_bici.jpg

http://www.sedema.df.gob.mx/mueveteenbici/index.php?option=com_content&view=article&id=44&Itemid=34

http://www.rio.rj.gov.br/web/smtr/exibeconteudo?id=2801516

http://idrd.gov.co/sitio/idrd/?q=es/node/166



Tags:, , , , , , , , , , , , , , ,

Compartilhe

Comente

Seu e-mail nunca é exibido. Campos obrigatórios são marcados *

*
*


Busca no Blog
Com a palavra...
Leticia Leticia Leda Sabino, 30 anos, é administra-
dora de empresas e idealizadora do SampaPé!. Depois de uma temporada na Cidade do México, percebeu que não só era possível viver sem carro, como somente se deslocando a pé podia experimentar realmente a cidade. Decidiu então partilhar sua descoberta, e criou o projeto de mobilidade urbana com foco no pedestre, para levar as pessoas a refletir sobre modos mais conscientes de locomoção.
Posts mais lidos
Categorias
Arquivo

Patrocínio
Banco Itaú
Allianz
Apoio
Ernst & Young
Prêmio
Empreendedor Social
Empresa Vencedora 2º Prêmio Estadão PME
Realização
Associação Abaporu
Desenvolvimento
MSaez Solutions
Comunicação
Mandarim Comunicação