Mobilidade e Acessibilidade em Pequenas Cidades

A pequena cidade pode e deve ser inclusiva e, incluída nas políticas públicas através da revisão da legislação ou de programas específicos destinados à promoção gradativa da acessibilidade e mobilidade. É possível através da aplicação das normas técnicas e dos parâmetros do desenho universal, reestruturar as pequenas cidades, tornando-as acessíveis e mais humanizadas.

Romaria (MG): exemplo de cidade analisada

Romaria (MG): exemplo de cidade analisada

créditos: Reprodução

Autor: Nádia Cristina dos Santos Sudário

Assunto: Teses e TCCs

Abrangência: Nacional

Ano: 2017

A pequena cidade não pode continuar a ser privada de toda e qualquer legislação

de ordenamento do território, do direito à cidade, do direito de ir e vir de forma segura,

da calçada acessível, de melhores condições de pavimentação, do desenho universal, da

acessibilidade e mobilidade humana, justamente por não fazer parte de um contexto

numérico determinado por um indivíduo ou grupo de pessoas alheias à realidade local e

desconhecedores de um universo que demanda por direitos e deveres iguais aos demais

munícipes. O respeito às diversidades não pode ter limites ou ser restritivo, sujeitandose

a condições impostas por um grupo isolado que também são humanos passíveis de

adquirir uma patologia, sofrer um trauma e ter sua mobilidade reduzida

temporariamente ou quando atingirem a velhice. 

Arquivos
Download
Mobilidade e Acessibilidade em Pequenas Cidades
A pequena cidade pode e deve ser inclusiva e, incluída nas políticas públicas através da revisão da legislação ou de programas específicos destinados à promoção gradativa da acessibilidade e mobilidade

 Voltar

Outros Estudos

Ver todos os estudos

  • Compartilhe:
  • Share on Google+

Comentários

Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro!!!

Clique aqui e deixe seu comentário