Evento no DF traz nomes internacionais para debater transporte sustentável

Especialistas da Alemanha, EUA, Canadá, Peru, Chile etc. participam do workshop Iniciativas de Frete Verde, da Confederação Nacional do Transporte, que começa hoje (18)

Notícias
 

Fonte: Portogente/ CNT  |  Autor: Portogente/ CNT  |  Postado em: 18 de novembro de 2019

Ilustração mostra exemplos de

Ilustração mostra exemplos de "frete verde"

créditos: Freepik

Programas internacionais de frete verde, emissões de veículos pesados, eficiência energética, capacitação de motoristas, sistemas de propulsão eficiente e ações sustentáveis aplicadas na última milha são alguns dos temas que serão apresentados e debatidos pelo Workshop Internacional sobre Iniciativas de Frete Verde.

 

O evento teve início na manhã desta segunda-feira (18) na sede da da Confederação Nacional do Transporte (CNT), em Brasília, e segue até a quarta-feira (20). 

 

O workshop é uma promoção da CNT e Sest/Senat; as inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo endereço: www.freteverde.sestsenat.org.br

 

Frete verde

O frete verde é um transporte realizado com eficiência energética e com a menor emissão de poluentes possível. O foco dos painéis do Workshop será na implementação de práticas sustentáveis como verificação de tecnologias limpas, treinamento e capacitação de motoristas a partir de experiências do Brasil, da Alemanha, dos Estados Unidos, do Canadá, do Peru, do Chile, entre outros países. Com isso, espera-se ajudar empresas do setor de transporte a reduzir custos, o consumo de combustível e as emissões de poluentes.

 

O evento é resultado de um acordo internacional firmado pela CNT e pelo Sest Senat com o NRCan (Natural Resources Canada, o Ministério dos Recursos Naturais do Canadá) e o ICCT (International Council on Clean Transportation, o Conselho Internacional de Transporte Limpo). Também apoia o workshop a EPA (Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos). No âmbito do acordo de cooperação, há iniciativas para reduzir o impacto da atividade transportadora, como a oferta de cursos com certificação internacional, que já estão sendo ofertados pelo Sest Senat.

 

Conheça alguns dos participantes e os cases que serão apresentados durante o evento:

- Jens Giersdorf, do Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ). Jens é diretor do Projeto PROMOBe e abordará Sistemas de Propulsão Eficiente no Brasil e ações sustentáveis aplicadas na última milha de transporte.

 

- Nuno Miguel Pinto é gestor de marketing, produtos e serviços B2C da EDP Smart. Ele falará em nome da Aliança da Descarbonização do Transporte que lidera ações com países, empresas e cidades em prol da redução das emissões do transporte até 2050.

 

- Julio Velázquez, gerente de Fadeeac (Federação Argentina de Entidades Empresariais do Autotransporte de Carga apresentará o Programa Argentino de Iniciativa Privada Rango Verde e as suas ações de tecnologias veiculares, capacitação de motoristas e indicadores relacionados à saúde humana.

 

- Rachel Muncrief, vice-diretora do Conselho Internacional do Transporte Limpo, abordará dados globais do setor internacional do frete, emissões de veículos pesados, eficiência energética, tendências e oportunidades para a descarbonização do frete.

 

- John Koupal, especialista em emissões e engenheiro principal do Eastern Research Group, fará uma avaliação do frete de hoje, compartilhará as melhores práticas e lições do Programa Nacional de Frete Verde do Chile.

 

- Julio Villalobos Contreras, diretor do Centro de Transporte de Logística da Universidade Andrés Bello, apresentará a experiência de engajamento das frentes técnicas, políticas e financeiras para auxiliar o governo do Chile a lançar um programa nacional de transporte sustentável, chamado GiroLimpio.

 

- Rodrigo Otavio Amorim dos Santos, secretário-executivo adjunto do Ministério da Infraestrutura, apresentará as ações da pasta frente no âmbito do Programa Sustentável do Transporte no Brasil.

 

Leia também:
Como vivem os entregadores ciclistas em SP
Catalisadores “vencidos”, um grave erro regulatório a ser corrigido
A região suíça onde tudo é feito de teleférico
Portugal quer transformar o Tejo em via para transporte de carga
Carros autônomos, robôs e buracos na velha calçada
Empresa de entregas em bike ganha prêmio internacional de energia limpa


  • Compartilhe:
  • Share on Google+

Comentários

Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro!!!

Clique aqui e deixe seu comentário

Mais lidas


  • Nenhuma notícia encontrada.