Passos e Espaços

25
agosto
Publicado por Irene Quintáns no dia 25 de agosto de 2016

Mobilidade e crianças?

Embora no mundo existam centenas de projetos que visam melhorar a mobilidade e autonomia infantil (Europa, EUA, Canadá, Austrália…), é difícil encontrar iniciativas desenvolvidas em áreas urbanas vulneráveis ou com grandes problemas urbanos.

Aos poucos, diferentes projetos de mobilidade ativa no trajeto casa-escola, estão sendo desenvolvidos na América Latina. Pode-se encontrar alguns aqui,  no site red OCARA, rede latino-americana de experiências e projetos sobre cidade, arte, arquitetura e espaço público nos quais participam crianças.

Mas a proposta da qual vamos falar neste post, está tendo maior êxito em cidades cujas ruas são planas e as famílias tem capacidade econômica para comprar…um patinete (“scoot“)! Eles não são caros mas aqui no Brasil os preços estão bastante altos. E para que queremos um patinete?

Para ir até a escola! É o chamado  Scoot to School!

Sim, a mobilidade ativa das crianças já não é só a pé ou de bicicleta, também de patinete. Em países da Europa e alguns outros é uma prática muito estendida, inclusive incentivada pelas escolas.

 

Mas…patinete? na calçada? Vamos ver alguns conceitos

Olhos na calçada

“Pois, para crianças, a calçada é o playground ideal porque controle/vigilância é naturalmente presente aqui, como já foi notado por Jane Jacobs. As calçadas usadas intensivamente geram controle social no qual os pais podem confiar e que beneficia as crianças”.(1)

Mas aqui na cidade as calçadas são “perigosas”: garagens, buracos…sim, para conseguir levar aos filhos de patinete até a escola (eu já fiz testes, veja a foto a seguir) precisa de algumas regras. Se for uma rua com  muitas garagens, não dá para correr muito sem que o adulto possa ir checando que está tudo ok. Também ensinar aos filhos como saber o que é uma garagem, qual é o código das luzes (quando há). Saber que quando falamos “espera por mim!” é para obedecer….mas será que espera?

 


Movimento!

Assim, com cuidado e atenção, o caminho até a escola é prazeroso e divertido, mas não dá para ser uma corrida de velocidade. Isso seria em outro lugar….já lanço uma ideia…que tal ter um campeonato de patinetes infantis na Paulista aberta? Ou em alguma outra rua fechada? Se for na Vila Madalena podemos aproveitar algumas das suas praças para criar o primeiro campeonato de SkiBunda infantil.

Neste blog foi falado várias vezes (aqui e aqui) como a rotina sedentária das crianças traz problemas de saúde e desenvolvimento cidadão. Sobrepeso, Diabetes, Diagnósticos de TDHA, ausência de referencias urbanas e mapas mentais incompletos pela falta de experiências urbanas. As crianças precisam de movimento para crescer saudáveis, inclusive para uma melhor aprendizagem: “Se há privação de experiências nas quais ela possa se movimentar, isso gera uma lacuna na questão motora, como desorganização, dispersão, impulsividade ou déficit de atenção, elementos que irão interferir na aprendizagem”(2)

 

 

 

Em cidades onde as escolas estão levando a sério esta nova modalidade de mobilidade ativa escolar, chegaram a compilar boas dicas de como fazer.
Para quem tiver interesse, aqui vão! Patine, caminhe, movimente-se!  (e deixe seus filhos também!)

 

Scootsafe Tips

 



Compartilhe

Comente

Seu e-mail nunca é exibido. Campos obrigatórios são marcados *

*
*
*



Busca no Blog
Com a palavra...
Irene Irene Quintáns é arquiteta urbanista com pós-graduação em Estudos Territoriais, Políticas Sociais, Mobilidade, Habitação e Gestão Urbanística. Trabalhou nas Prefeituras de Barcelona e São Paulo (SEHAB, Obra de Urbanização de Paraisópolis). Fundadora e diretora da Rede OCARA (www.redocara.com), rede latino-americana de experiências e projetos sobre cidade, arte, arquitetura, mobilidade urbana e espaço público nos quais participam crianças. Através da Rede amplifica experiências, articula projetos em rede e organiza oficinas e palestras para dinamizar o pensamento crítico infantil e adulto sobre temas urbanos. Afiliada a IPA Brasil, Associação Brasileira pelo Direito de Brincar e à Cultura (ipabrasil.org).
Posts mais lidos
Categorias
Arquivo
Realização
Associação Abaporu
Desenvolvimento
MSZ Solutions
Comunicação
Mandarim Comunicação
Patrocínio
Itau Allianz
Apoio
Ernst & Young
Prêmio
Empreendedor Social
Prêmio Empreendedor Social