Sol + pedal = balada de bike

DJ usa bike e energia do sol para fazer a sua discotecagem. A BikeBeats vai a qualquer lugar que dê pedal

Notícias
 

Fonte: Mobilize Brasil  |  Autor: Marcos de Sousa / Mobilize Brasil  |  Postado em: 16 de maio de 2016

BikeBeats: triciclo leva todo o equipamento e mais

BikeBeats: triciclo leva equipamento e a placa solar

créditos: BikeBeats

A cidade se dá a quem caminha (ou pedala) por suas ruas. Neste sábado (14), sobre o famigerado elevado Minhocão, em São Paulo, encontramos o DJ Ricardo Bertello, um ciclista que adora música.

 

Para unir suas duas paixões, no ano passado Ricardo criou a BikeBeats, um triciclo que transporta o equipamento completo para animar a festa: mesa de som, caixas acústicas, toca-discos e uma controladora para fazer as mixagens. Peso total: 110 kg, que ele move com os pedais da "máquina", especialmente concebida por um amigo, da empresa Evolux. A energia vem do sol, graças a um painel fotovoltaico que funciona como tampa da "caixinha de jóias". O conjunto tem um consumo médio de 0,7 ampere/hora, permitindo a alimentação de tudo apenas com a energia fotovoltaica: "em um dia ensolarado, já toquei 16 horas sem parar e sem usar a bateria".

 


Bikebeats: energia solar para fazer a festa
 

 

Bertello decidiu começar a montar a BikeBeats quando trabalhava em uma agência de propaganda: "Eu tinha acabado de montar uma Caloi 10 Retrô e de repente fiquei desempregado. Não tive dúvidas: juntei as economias e investi na construção da bicicleta com os equipamentos de som", lembra Ricardo.


Agora, para manter a atividade, ele busca um patrocinador, mas enquanto espera o "mecenas", ele e sua bike trabalham na animação de eventos, em atividades ao ar livre e em locais públicos, como a av. Paulista e o Minhocão. 

 
Ricardo chega ao Minhocão com sua bikebeats 

 

Ricardo pedala 6 km e até 10 km com a sua máquina de festas, com relativa facilidade, graças à engenhosidade do projeto, desenvolvido em conjunto com a fabricante de bicicletas customizadas: "É bem mais fácil de pedalar do que um triciclo de carga. A coisa só fica difícil quando surge uma subida. Daí, o jeito é descer do selim e empurrar ladeira acima", diz Ricardo, resignado.

 

Gostou?
Para saber mais, acesse o https://www.facebook.com/bikebeats303
ou mande uma mensagem para [email protected]

 

Leia também:
Empresário monta fábrica de bicicletas artesanais
Praça na zona norte de SP ganha vida com bikes de comes e bebes 

Expansão de ciclovias impulsiona negócios envolvendo bicicletas 


  • Compartilhe:
  • Share on Google+

Comentários

Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro!!!

Clique aqui e deixe seu comentário