Obras de mobilidade urbana têm liberação de verba comprometida

Os valores de financiamento estão no Portal da Transparência

Notícias
 

Fonte: O Povo Online / Jornal de Hoje  |  Autor: André Victor Rodrigues  |  Postado em: 14 de dezembro de 2012

Vias de acesso ao Castelão, obra de grande importâ

Vias de acesso ao Castelão

créditos: FÁBIO LIMA / ESPECIAL PARA O POVO

 

São R$ 3.344.698.010 colocados à disposição pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para obras nos estádios que receberão jogos da Copa do Mundo em 2014. Desta quantia contratada com verba do Governo Federal, 55% já foi liberado, segundo informações do site da Controladoria Geral da União. As arenas caminham e são cercadas de otimismo.

 

Mas nem só de arenas é feito um evento desta magnitude. Os passos lentos nas melhorias em mobilidade urbana ainda complicam a liberação de investimentos da Caixa Econômica Federal. Até o final deste ano, apenas 18% do valor contratado foi disponibilizado pelo governo federal para todas as cidades-sede. E, para muitos projetos estaduais e municipais, a quantia liberada pela instituição foi zero.

 

São R$ 4.882.130.638 de invetimento da Caixa destinado a reformas de mobilidade urbana no país. Desta quantia, segundo o Portal da Transparência, R$ 871.680.355 foram liberados. A verba total esperada é de R$ 7,38 bilhões, de acordo com o Ministério das Cidades. Até o final de novembro, apenas 7% deste valor tinha sido liberado pelo governo federal.

 

Reportagem do UOL publicada no dia 3 de dezembro, revelou que projetos não apresentados é o motivo chave para os atrasos. Vite e um dos 46 documentos de reforma não foram, efetivamente, tocados para a prática.

 

Procurada pelo O POVO, a assessoria do Ministério do Esportes confirmou que os valores correspondem à última atualização de valores liberados pelo governo. Entre hoje e próxima terça-feira, ainda segundo o Ministério, novo balanço deve ser apresentado com todos os investimentos que já foram concretizados no Brasil para 2014.

 

Fortaleza e a mobilidade

Enquanto a Arena Castelão segue nos acertos finais para a inauguração, próximo domingo, obras de mobilidade em Fortaleza ainda estão longe de qualquer vistosidade.

 

Somando o contratado para todas as obras na cidade-sede, a Caixa Econômica Federal disponibiliza R$ 409,8 milhões para a capital cearense. Com obras que não ultrapassam os 30% de execução até o final deste ano, nenhum centavo do valor contratado foi liberado para as melhorias.

 

Arenas

Investimento (BNDES)

 

- Belo Horizonte (Mineirão)

contratado: R$ 400 milhões

liberado: R$ 380 milhões.

 

- Cuiabá (Pantanal)

contratado: R$ 392.952.860

liberado: R$ 161.096.950

 

- Fortaleza (Castelão)

contratado: R$ 351.545.150

liberado: 248.909.030

 

- Manaus (Amazônia)

contratado: R$ 400 milhões

liberado: 125.917.846,63

 

- Natal (Dunas)

contratado: R$ 396.571.000

liberado: R$ 154.120.631,53

 

- Recife (Pernambuco)

contratado: R$ 680 milhões

liberado: R$ 230.083.899,16

 

- Rio de Janeiro (Maracanã)

contratado: R$ 400 milhões

liberado: R$ 248 milhões

 

- Salvador (Fonte Nova)

contratado: R$ 323.629.000

liberado: R$ 291.266.100

 

Leia também:

Porto Alegre é a primeira cidade da Copa a apresentar plano de mobilidade 

VLT de Cuiabá não fica pronto até a Copa, aponta Tribunal de Contas da União 

Monotrilho de São Paulo perde financiamento de R$ 1 bilhão em recursos da Copa 


  • Compartilhe:
  • Share on Google+

Comentários

Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro!!!

Clique aqui e deixe seu comentário

Mais lidas


  • Nenhuma notícia encontrada.