Fortaleza: mortes no trânsito caem pelo quarto ano seguido

Com 226 fatalidades em 2018, capital do CE reduziu em 12% as mortes em acidentes de trânsito, em relação ao ano anterior. Homens são 83,2% do total de vítimas

Notícias
 

Fonte: Diário do Nordeste  |  Autor: Diário do Nordeste  |  Postado em: 18 de fevereiro de 2019

Fortaleza tem redução de mortes nas vias pelo quar

Fortaleza tem redução de mortes nas vias pelo quarto ano

créditos: Prefeitura de Fortaleza


Em 2018, 226 pessoas morreram em acidentes de trânsito em Fortaleza, número que representa uma redução de 12% em relação a 2017. Percentualmente, a capital teve 8,56 mortes/100 mil habitantes. Os dados fazem parte do último levantamento realizado pela Prefeitura de Fortaleza, com apoio da Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global.

 

Os dados foram divulgados em coletiva nesta segunda-feira (18). Este foi o 4º ano seguido com redução na quantidade de óbitos nas vias da capital do Ceará. Os homens representam 83,2% do total de vítimas que perderam a vida no trânsito.

 

Em 2017, 256 pessoas perderam a vida no trânsito. Quando comparada aos números de 2014, a redução em 2018 foi de 40%.

 

Embora o avanço seja importante, os números de Fortaleza ainda estão altos, se comparado, por exemplo, com São Paulo, que registrou 885 mortes no trânsito em 2017, ou, 6,56 mortes/100 mil habitantes (para 8,56 mortes/100 mil hab. em Fortaleza). Por outro lado, a capital paulista não conseguiu, em um ano, reduzir seu número de mortes no trânsito, e os índices de 2018 permaneceram praticamente iguais ao ano anterior. 

 

Motos

Em Fortaleza, as motociclistas e os pedestres lideram o ranking de fatalidade, com 45,6% e 39,8%, respectivamente. A faixa etária que vai de 30 a 59 anos concentra a maior parte dos óbitos, com 40% do total de mortes registradas.

 

Uma das reduções mais expressivas de óbitos foi entre usuários de motocicletas, que registrou queda de 21% no período.

 

A Prefeitura informou que, ao longo deste ano, serão implantadas diversas intervenções, como novas faixas elevadas de pedestre, novas áreas de trânsito calmo, além dos projetos 'Caminhos da Escola' e 'Cidade da Gente', similares ao implantado no entorno do Centro Cultural Dragão do Mar de Arte e Cultura.

 

Leia também:
Crescimento da frota de veículos impacta mobilidade em Fortaleza
Prefeitura de Fortaleza inicia projeto de caminhabilidade este mês
Fortaleza terá ruas de velocidade máxima a 40 km/h e Áreas de trânsito calmo
Trânsito da cidade de SP já matou 16 ciclistas até setembro
Incêndios criminosos ameaçam o transporte público no país


  • Compartilhe:
  • Share on Google+

Comentários

Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro!!!

Clique aqui e deixe seu comentário

Mais lidas


  • Nenhuma notícia encontrada.