SP lança novas metas de calçadas, transporte público e ciclovias

Plano da gestão Bruno Covas prevê R$ 400 mi para a mobilidade dos pedestres, R$ 312 mi transporte público e R$ 325,7 milhões para ciclovias

Notícias
 

Fonte: Mobilize Brasil/Prefeitura de São Paulo  |  Autor: Marcos de Sousa/Mobilize Brasil  |  Postado em: 09 de abril de 2019

Ciclovia da av. Faria Lima, em São Paulo

Ciclovia da av. Faria Lima, em São Paulo

créditos: Arquivo Mobilize

A Prefeitura de Sâo Paulo lançou ontem (8) o novo Programa de Metas da Prefeitura 2019-2020 que prevê investimentos de R$ 15,3 bilhões em 36 objetivos estratégicos e 71 metas. Entre eles, a recuperação do sofrido Centro Histórico da cidade, a melhoria de calçadas, de ciclovias e do transporte público.



Segundo a nota divulgada pela gestão de Bruno Covas, serão contempladas todas as áreas da administração, como zeladoria e manutenção urbana, redução da vulnerabilidade da população mais carente e melhoras na infraestrutura da cidade. 

 

Mobilidade
O plano prevê o investimento de 400 milhões de reais (R$ 200 milhões por ano) para a melhoria da mobilidade dos pedestres, R$ 312 milhões para a melhoria do transporte público e R$ 325,7 milhões para a expansão e manutenção de ciclovias e ciclofaixas na cidade.

 

As propostas atendem a cerca de 750 km dos 34.000 km de calçadas da cidade, e inclui também obras em cerca de 54 km de corredores de ônibus e em aproximadamente 350 km de pistas para automóveis.

 

Na área de infraestrutura cicloviária, o Plano de Metas prevê a construção de 173,35 km e a recuperação de 310 km de ciclovias e ciclofaixas. Segundo o relatório, a cidade de São Paulo conta hoje com 484 km de infraestrutura para bicicletas.

 

 

 

Veja um resumo das propostas em mobilidade urbana:

 

Mobilidade de pedestres
# Definir e publicar padrão de calçadas
# Alterar o Código de Obras, para incorporar novo padrão de calçadas
# Definir áreas prioritárias para intervenção, com base na atualização do Plano Emergencial de Calçadas
# Requalificar 1,5 milhão de m² de calçadas dentro do padrão estabelecido. São Paulo

 

Mortes no trânsito
Tomando como base o conceito Visão Zero, o Plano projeta uma redução de 13,7% no índice de mortes no trânsito (de 6,95 para 6,0 mortes para cada 100 mil habitantes). 

 

Transporte público
# Implantar 9,4 km de novos corredores de ônibus
# Requalificar 43,4 km de corredores ou faixas exclusivas de ônibus, incluindo manutenção das paradas
# Requalificar 1,2 km da avenida Santo Amaro com obras de urbanização envolvendo alargamento de vias, reforma de calçadas e pavimento das vias
# Na área ambiental, o Plano também cita o item "Reduzir emissão de gases poluentes pela frota de ônibus municipal", mas sem estabelecer nenhuma meta numérica

 

Ciclovias
# Implantar 173,35 km de infraestrutura cicloviária (ciclovias ou ciclofaixas)
# Requalificar 310,60 km de infraestrutura cicloviária 

 

Automóveis
# Recapear 3,6 milhões de m² de vias públicas
# Realizar inspeção especial em 185 pontes, viadutos, passarelas e/ou túneis
# Obras de manutenção e recuperação em 50 pontes, viadutos, passarelas e/ou túneis 

 

Leia detalhes sobre o Plano de Metas no site da Prefeitura de São Paulo

 

Leia também:
São Paulo pretende proibir patinetes elétricos nas calçadas
São Paulo: prefeitura anuncia plano para ampliar ciclovias
Prefeitura de SP recebe três novos ônibus a bateria
Em SP, Prefeitura troca faixa verde por calçada


  • Compartilhe:
  • Share on Google+

Comentários

Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro!!!

Clique aqui e deixe seu comentário

Mais lidas


  • Nenhuma notícia encontrada.