Em SP, Prefeitura troca faixa verde por calçada

Obra em cerca de 780 metros da rua Vergueiro amplia a largura do espaço para pedestres e substitui a faixa implantada na gestão Haddad

Notícias
 

Fonte: Mobilize Brasil  |  Autor: Marcos de Sousa / Mobilize Brasil  |  Postado em: 26 de dezembro de 2018

Obras na rua Vergueiro e detalhe da antiga faixa v

Obras na rua Vergueiro e detalhe da antiga faixa verde

créditos: Reprodução/Mobilize Brasil

Em meio aos feriados de final de ano, a Prefeitura de São Paulo está ampliando as calçadas em um trecho da rua Vergueiro, na área central da cidade. As obras incluem parte da avenida Liberdade e substituem as faixas verdes implantadas experimentalmente em 2015. 

 

O trecho das duas vias, com cerca de 780 metros, reúne várias instituições de ensino que geram picos de movimento de pedestres nos horários de entrada e saída, muito além da capacidade das calçadas existentes na área. A sinalização das faixas verdes, com cerca de 1,5 metro, foi realizada durante a gestão de Fernando Haddad, com base nas experiências de Nova York e de outras cidades do mundo. A ideia era ampliar o espaço para pedestres sem a necessidade de obras mais pesadas.

 

Na época, o superintendente de Planejamentos e Projetos da Prefeitura, Ronaldo Tonobohn, explicou que se tratava de uma experiência “O que nós vamos observar durante o período de operação deste projeto piloto é o quanto as pessoas se apropriam desse espaço. O quanto ele é funcional de fato, o quanto resolve o problema. E o passo seguinte é um alargamento de calçada, que implica em projetos mais complexos”, declarou o arquiteto em entrevista ao Mobilize, em setembro de 2015.

 

Ao longo dos três anos, a faixa funcionou bem durante algum tempo, mas foi sendo ocupada por vendedores ambulantes, o que gerou novas dificuldades de circulação para os pedestres e, especialmente para pessoas com deficiência.

 

Agora a Prefeitura está realizando a obra de ampliação do passeio, com novas guias, sarjetas e galerias pluviais, o que resultará na ampliação da calçada em cerca de um metro. A iniciativa merece elogios  - por consolidar mais espaço para a mobilidade a pé  - mas as obras têm gerado problemas, especialmente para cadeirantes, que são obrigados a circular pela rua enfrentando o trânsito da área.

 

Tentamos falar com a Prefeitura para obter mais detalhes sobre o projeto, mas não conseguimos localizar a área responsável pela obra. 

 


Obras na Estação São Joaquim do metrô Foto: Marcos de Sousa / Mobilize Brasil

 

Leia também:

Campanha Calçadas do Brasil 2019: Participe do financiamento coletivo
Em São Paulo, queda em calçada custa R$ 2,9 bilhões por ano (2012)
Faixa exclusiva de pedestres provoca debate de eficiência (2015)
Ampliar calçadas não é tão simples quanto parece (2015)
Prefeitura de SP pintará faixa verde, exclusiva a pedestres, em área (2015
Quanto custa construir uma calçada? (2015)


  • Compartilhe:
  • Share on Google+

Comentários

Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro!!!

Clique aqui e deixe seu comentário

Mais lidas


  • Nenhuma notícia encontrada.