Número de ciclistas mortos em SP aumenta 69%

De janeiro a junho de 2019, 22 ciclistas morreram na capital paulista. É o maior índice desde 2015, aponta o Infosiga

Notícias
 

Fonte: G1  |  Autor: G1  |  Postado em: 20 de julho de 2019

Ghost bike demarcando local de acidente

Ghost bike demarcando local de acidente

créditos: Foto: Matthew T. Rader na plataforma Unsplash

 

O número de ciclistas mortos na cidade de São Paulo aumentou 69% nos seis primeiros meses do ano em comparação ao mesmo período do ano passado. Os dados são do Infosiga, que traz informações mensais sobre ocorrências fatais de trânsito, e foram divulgados pelo Governo do Estado de São Paulo.

 

Veja abaixo o número de ciclistas mortos no primeiro semestre de cada ano

 

  • 2019: 22
  • 2018: 13
  • 2017: 21
  • 2016: 12
  • 2015: 15

 

Ainda de acordo com o Infosiga, 95% dos ciclistas mortos em 2019 eram homens e todas as vítimas fatais estavam em vias sem ciclovia ou ciclofaixas.

 

Alberto Francisco Sabbag, médico da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego, afirma que o número de ciclistas cresceu nos últimos anos. Segundo dados da pesquisa Origem e Destino do Metrô, o aumento foi de 24% em dez anos na capital paulista.

 

Em janeiro, um ônibus atropelou um grupo de 28 ciclistas na Rodovia dos Bandeirantes, na altura de Pirituba, Zona Norte de São Paulo.

 

No estado de São Paulo, o número de acidades fatais caiu 2% no primeiro semestre em comparação com o mesmo período de 2018. Ao todo, de janeiro a julho, 2.593 pessoas morreram em acidentes nas ruas e estradas paulistas – média de mais de 14 mortos por dia.

 

Leia também:


Mortes de ciclistas em SP crescem 220% e batem recorde

Ciclistas se arriscam em ponte sem infraestrutura na zona oeste de SP

São Paulo tem 66% de aumento de ciclistas e redução de 34% nas mortes

A culpa não é dos ciclistas




  • Compartilhe:
  • Share on Google+

Comentários

Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro!!!

Clique aqui e deixe seu comentário

Mais lidas


  • Nenhuma notícia encontrada.