Espanha usa celular para checar deslocamentos nas cidades

Instituto de estatística faz estudo pioneiro de mobilidade em todas as cidades espanholas, usando como meio de obtenção de dados os telefones celulares da população

Notícias
 

Fonte: El País  |  Autor: Antonio Maqueda/ Mobilize (tradução)  |  Postado em: 30 de outubro de 2019

Celular fornecerá dados sobre deslocamentos na Esp

Celular fornecerá dados sobre deslocamentos na Espanha

créditos: Metro Madrid

Em breve os espanhóis poderão contar com informações detalhadas sobre como as pessoas se deslocam pelas cidades do país. A novidade é que estes dados serão obtidos diretamente dos telefones celulares da população. 

 

A pesquisa será realizada pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), entre os dia 16 e 21 de novembro. Os técnicos do instituto vão monitorar os dados dos celulares para desse modo obter as movimentações das pessoas em cidades de toda a Espanha. Segundo o instituto, o anonimato dos usuários ficará garantido graças ao acordo firmado com os três principais operadores de telefonia na Europa. O instituto receberá as posições agregadas aos números, e não por meio da identificação dos proprietários das linhas. 

 

Essas informações são relevantes para descobrir quais são os deslocamentos habituais da população e, por conseguinte, onde os serviços públicos deverão ser prestados e a infraestrutura reforçada. 

 

Serão repassadas pelas empresas de telefonia as posições móveis de usuários do sistema em áreas com 15 mil habitantes, em média. 

 

Para esta estatística, o INE dividiu o território nacional em 3.500 setores, com pelo menos 5 mil pessoas em cada um deles. A cidade de Madri, por exemplo, será dividida em cerca de 128 quadrantes, onde serão criadas escalas de densidade populacional por bairros.

 

Monitoramento

Para aferir o local de residência do usuário, explicam os pesquisadores, a posição móvel é estabelecida no período entre meia-noite e seis horas da manhã. Já entre as nove da manhã e as seis da tarde serão examinados os fluxos de pessoas, ou, de qual "módulo" para qual "módulo" elas se deslocam para ir ao trabalho ou estudo. Para qualificar a informação como sendo a do destino diário, o INE considera que o celular deverá estar presente no mesmo local por pelo menos quatro horas, durante dois dos quatro dias do monitoramento.

 

Com essas informações, será possível saber quantos cidadãos mudam de um município-dormitório para a cidade de destino; quantas pessoas trabalham no mesmo bairro em que moram; de onde vêm as pessoas que trabalham em uma área, ou como a população flutua dentro de um setor ao longo do dia.

 

Da mesma forma, o estudo poderá determinar o número de pessoas que permanecem estabilizadas em um local e qual é a população flutuante de um município. Por exemplo, quantas pessoas residem em Leganés, mas trabalham em Madri. 

 

Um dos principais objetivos desta estatística é ajudar municípios e governos regionais a determinar linhas de transporte, por exemplo, ou promover melhorias na infraestrutura viária e urbana ou reivindicar mais recursos para as áreas de saúde, educação e mobilidade. 

 

O estudo também permitirá saber como se desenvolve a chamada "Espanha vazia", locais do território adotados apenas para residência de fim de semana; será possível verificar qual a permanência dessa baixa densidade ou se há alguma mudança a ser considerada. 

 

Sigilo sobre usuário

As três principais operadoras móveis da Espanha - Movistar, Vodafone e Orange - vão colaborar no processamento e entrega dos dados, com foi dito de forma anônima, para proteger a identidade das pessoas. Trata-se de um estudo experimental pioneiro na Europa, onde somente a Holanda fez algo semelhante, mas com um único operador, menos população e número menor de dados.


Leia também:
Madri terá linhas de ônibus grátis na área central
Patinetes y bicis en las aceras de Madrid
Impactos da mobilidade urbana no comércio de varejo
O acesso de mulheres e crianças à cidade


  • Compartilhe:
  • Share on Google+

Comentários

Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro!!!

Clique aqui e deixe seu comentário

Mais lidas


  • Nenhuma notícia encontrada.