Equipe da Prefeitura de Pelotas (RS) avalia a rede cicloviária da cidade

Arquitetos que atuam no Plano de Mobilidade de Pelotas analisaram a pavimentação, sinalização, dimensões e segurança das ciclovias e ciclofaixas do município gaúcho

Notícias
 

Fonte: Prefeitura de Pelotas  |  Autor: Luiza Meirelles/ Prefeitura de Pelotas  |  Postado em: 10 de outubro de 2018

Arquitetos avaliaram e fizeram medições em ciclovi

Arquitetos avaliaram e fizeram medições em ciclovias

créditos: Divulgação

Os mais de 51 km do sistema cicloviário de Pelotas foram objeto de análise, na semana passada, por parte de arquitetos da prefeitura do município gaúcho. Durante dois dias na semana passada, a equipe percorreu ruas e avenidas de todas as regiões da cidade que contam com ciclovias e ciclofaixas. O objetivo foi analisar aspectos da pavimentação, segurança, sinalização e medidas que mapeiem a realidade da área em Pelotas, a fim de incluir as informações na elaboração do Plano de Mobilidade Urbana do município.

"Também buscamos avaliar as conexões entre as ciclovias e ciclofaixas, já que uma das intenções é qualificarmos este aspecto. Todos os dados levantados nesta análise ajudam para que tenhamos um panorama da situação atual e nos embasem para viabilizar melhorias”, explicou a arquiteta da Secretaria de Gestão da Cidade e Mobilidade Urbana, Helena Guerra.  

Um dos projetos previstos pela administração de Pelotas é a implantação de mais 11 km de ciclovias, conectadas às já existentes, além da criação de pistas exclusivas para bicicletas em novos locais, como a rua Professor Mário Peiruque, no Areal.

As ciclofaixas e ciclovias visitadas pela equipe foram as das avenidas Fernando Osório, Dom Joaquim, Duque de Caxias, Juscelino Kubitschek, Domingos de Almeida, Ferreira Viana, Adolfo Fetter, Arthur Augusto Assumpção, Zeferino Costa, Salgado Filho, Bento Gonçalves, Engenheiro Ildefonso Simões Lopes e República do Líbano, além das ruas Félix da Cunha, Andrade Neves, Professor Araújo, Gomes Carneiro, Loteamento Danúbio e Parque Una.

Plano de Mobilidade
Instrumento decisivo para o futuro do transporte e do trânsito de Pelotas, este documento está sendo elaborado desde abril deste ano. A meta é que o Plano de Mobilidade reflita positiva e diretamente no deslocamento de motoristas, ciclistas e pedestres do município. Consultas à comunidade, seminários temáticos e pesquisas integram a proposta da equipe de trabalho do Plano para diagnosticar a estrutura atual da cidade.

Leia também:
Ciclovias de São Paulo são auditadas pela população
Ciclovias dão segurança, dizem ciclistas, mas falta manutenção
Ciclovias em Aracaju deixam ciclistas à mercê do trânsito
Capitais já têm mais de 3.200 km de ciclovias
Ciclistas de São Gonçalo pedem plano cicloviário


  • Compartilhe:
  • Share on Google+

Comentários

Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro!!!

Clique aqui e deixe seu comentário

Mais lidas


  • Nenhuma notícia encontrada.