Governo de SP diz que retomará expansão da Linha 2-Verde até 2020

Obras de expansão da linha 2 estão paradas desde 2016. Projeto original previa ir até Guarulhos, mas trecho anunciado será entre Vila Prudente e Penha, na zona leste

Notícias
 

Fonte: Portal do Governo/ G1  |  Autor: Portal do Governo/ G1  |  Postado em: 04 de junho de 2019

Trem da Linha 2-Verde do Metrô

Trem da Linha 2-Verde do Metrô

créditos: Cris Castello Branco/Governo de SP


A Companhia do Metrô de São Paulo anunciou nesta segunda-feira (2) a retomada da expansão da Linha 2-Verde, em um trecho de 8,3 km e 8 estações entre Vila Prudente e Penha, na zona leste.

 

Segundo a gestão João Doria (PSDB), a meta é iniciar as obras no primeiro trimestre de 2020, assim que os projetos executivos estiverem prontos, e concluí-las até 2025.

 

Guarulhos

Em 2012, o governo anunciou a ampliação da Linha 2-Verde da Vila Prudente até Guarulhos, e dois anos depois, já licitado, o projeto foi dividido em oito lotes e tiveram início as desapropriações dos terrenos do entorno. Em 2016, no entanto, o Metrô suspendeu as obras alegando dificuldades orçamentárias; desde então, as obras de expansão seguiam paradas.

 

O anúncio de Doria desta segunda-feira (3) trata de um trecho menor que o inicialmente proposto pelo ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB). As 8 novas estações são: Orfanato, Água Rasa, Anália Franco, Vila Formosa, Guilherme Giorgi, Nova Manchester, Aricanduva e Penha. O projeto anterior previa 12 estações até a cidade de Guarulhos, na Grande São Paulo.

 

De acordo com o governo, serão investidos R$ 5,5 bilhões no trecho. Parte deste valor já foi utilizada na desapropriação de 96% dos 226 imóveis necessários para a obra.

 

Quando concluída a extensão até Penha, a Linha 2-Verde terá 23 km de extensão, com 22 estações desde a Vila Madalena. Passará a ser a linha de metrô mais extensa de São Paulo, conectando-se com as linhas 1-Azul, 3-Vermelha, 4-Amarela, 5-Lilás, 15-Prata e 11-Coral.

 

Frente parlamentar

Outra obra do Metrô com obras paralisadas, no caso desde 2016, é a da Linha 13-Laranja, que deverá ligar Brasilândia (zona norte) com a estação Liberdade (linha 1-Azul), na região central de São Paulo.

 

Uma Frente parlamentar foi criada na Alesp (Assembleia Legislativa do Estado) e está debatendo a retomada do projeto, que segundo o cronograma da estatal está previsto para ser concluído até maio de 2021. A Frente vai ouvir moradores e entidades da região, para pressionar o governo a também incluir as obras desta linha nas decisões anunciadas, e exigir que sejam finalizadas todas as obras paralisadas do metrô, antes até que outras sejam iniciadas.

 

Leia também:
Governo de SP anuncia monotrilho entre estação da CPTM e aeroporto
Troca de monotrilho por BRT é criticada em São Caetano (SP)
Como avançar mais no Metrô em SP?
São Paulo: estação da Linha 9 será bancada por empresa privada
Estação São Paulo-Morumbi do Metrô foi aberta neste sábado (27)


  • Compartilhe:
  • Share on Google+

Comentários

Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro!!!

Clique aqui e deixe seu comentário