França testa o Aptis, veículo 100% elétrico, no lugar do ônibus

Começa a operar amanhã (26) no transporte público da cidade de Paris um novo veículo elétrico, desenvolvido pela Alstom, que mescla características do ônibus e do bonde

Notícias
 

Fonte: Le Parisien/ Mobilize  |  Autor: Laurent Mauron*  |  Postado em: 25 de setembro de 2017

100% elétrico, Aptis começa a operar de Vélizy a V

100% elétrico, Aptis começa a operar de Vélizy a Versailles

créditos: Laurent Mauron/ LP

Paris testa, a partir desta terça-feira (26), um veículo 100% elétrico que circulará na linha 23 (Vélizy 2 - Versailles Europe) da rede do transportes públicos da cidade. Se a experiência for bem-sucedida, a empresa Keolis, responsável pelo serviço, pretende implantar outros veículos como esse no sistema de transporte da capital francesa.

O Aptis, como está sendo chamado, parece um bonde - com suas amplas janelas, pneus largos e linhas arredondadas -, e também um ônibus; mas na realidade trata-se de uma nova solução de mobilidade. 

Leia mais sobre a tecnologia do veículo Aptis em matéria anterior do Mobilize Brasil:

É um bonde, um ônibus?

Desenvolvido pela empresa Alstom, o protótipo será testado por um ano nos períodos do dia e da noite, inclusive nos horários do rush. Segundo Frédéric Baverez, diretor executivo da Keolis França, "se a experiência for positiva até setembro de 2018, a intenção é colocar o Aptis no lugar de uns dez ônibus ao longo da linha", declarou. A tecnologia de "autonomia total" deste veículo, porque baseada em uma só recarga noturna, também será avaliada ao longo dos doze meses de experimentação do Aptis.

Rede sustentável
Além da capital, também na região metropolitana de Ile de France o Aptis está sendo testado. A chegada do novo sistema faz parte das intenções da responsável pelo serviço de transportes públicos da região - a Ile-de-France Mobilités - de desenvolver uma rede mais "verde". O valor pago para a implantação do Aptis, repassado a Keolis pela responsável regional, é da ordem de 600 mil Euros.

"No final do ano, mais de 250 ônibus limpos serão postos para rodar nas estradas da região, e seis novas linhas 100% elétricas serão criadas em 2018 em razão dessa transição para um transporte mais sustentável, anunciou Stéphane Beaudet, vice-presidente responsável pelo transporte no conselho regional da Grande Paris. 

*Tradução e adaptação de Regina Rocha, do Mobilize Brasil 

Leia também:
É um bonde, um ônibus?
Sinal amarelo para o VLT do Rio
Futuro promissor para o VLT, avalia estudo
Na França, um VLT que anda a até 100 km/h


  • Compartilhe:
  • Share on Google+

Comentários

Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro!!!

Clique aqui e deixe seu comentário

Enquetes
Enquete Você deixaria o carro em casa, e até o transporte público, se as calçadas de sua cidade fossem melhores para caminhar?