Mobilidade, Ricky Ribeiro e sua vida com ELA

Vem aí o livro inédito do fundador do Mobilize Brasil. Este e outros assuntos são destaque no editorial do Mobilize

Notícias
 

Fonte: Mobilize Brasil  |  Autor: Marcos de Sousa/ Mobilize Brasil  |  Postado em: 27 de outubro de 2017

Diretor do Mobilize lança obra sobre sua vida, em

Diretor do Mobilize lança obra sobre sua vida, em 4 dezembro

créditos: Mobilize Brasil

Anote na agenda: dia 4 de dezembro, em São Paulo, será lançado o livro Movido pela Mente, trabalho realizado por Ricky Ribeiro, criador do portal Mobilize, junto com a escritora Gisele Mirabai. 

A publicação conta um pouco da história de Ricky, sua relação com o tema da mobilidade urbana e sua luta contra a Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA). Sem movimentos, ele escreve (e fala) via computador, acionado por um instrumento que lê o movimento de suas pupilas. De seu quarto-escritório, Ricky comanda o Mobilize, trabalha como consultor em uma multinacional e ainda encontra tempo para escrever sobre sua história de superação. 

O lançamento do livro Movido pela Mente está marcado para 4 de dezembro, no Museu da Casa Brasileira, em São Paulo, mas você já pode colaborar no crowdfunding e reservar seu exemplar na plataforma Benfeitoria. Participe, apoie!

Nesta quinzena, um dos textos mais lidos no Mobilize trata do bonde, nome curioso que os brasileiros deram ao "tram", ou em moderno tecniquês, veículo leve sobre trilhos. A partir de um texto do jornalista Leão Serva na Folha de S. Paulo, lembramos que tal como Melbourne, na Austrália, ou Roma e Milão, na Itália, várias cidades do mundo mantiveram seus trilhos e apenas modernizaram um sistema que já estava consolidado. Em Milão, VLTs moderníssimos e bondes antigos, dos anos 1950 e 1960, compartilham os mesmos trilhos. São Paulo teve mais de 350 km desses trilhos. E no Brasil essa rede provavelmente deve ter ultrapassado os 1.500 km. Quem souber o número exato, por favor nos avise.*

Outra notícia que marcou o período foi a aprovação de regulamento do Conselho Nacional de Trânsito para a padronização dos semáforos sonoros, aqueles que auxiliam a travessia de ruas para pessoas com baixa visão. Sua instalação já é obrigatória por lei, mas faltava essa regulamentação do Contran, que só entrará em vigor a partir de 2020. Esperamos que desta vez a lei seja cumprida.

Destaque na última semana é a iniciativa Travessia, que será realizada neste domingo (29) em Florianópolis (SC). Organizado por uma associação de arquitetos, o evento pretende estimular a discussão sobre a relação da capital catarinense com o mar. Localizada parcialmente em uma ilha, Florianópolis tem uma ponte (Hercílio Luz) como seu principal ícone urbano, mas acostumou-se a entender o canal que a separa do continente como um obstáculo. O projeto Travessia busca discutir mobilidade urbana e as possibilidades de aproveitar o mar como um meio de transporte de cargas e de passageiros. Ideias e projetos para isso serão bem recebidos pelos organizadores do evento.

Ainda a lembrar, publicamos material sobre as ações para a mobilidade em Kuala Lumpur, Malásia, cidade que receberá o Fórum Urbano Mundial da UN Habitat em 2018. Entre as ideias está a implantação de ciclovias e a criação de ruas exclusivas para pedestres. Um detalhe importante: algumas propostas são inspiradas nos calçadões e ciclovias de São Paulo.

Gostou? Então apoie a publicação do livro Movido pela Mente, de Ricky Ribeiro e ajude o Mobilize a fazer cidades melhores.

Marcos de Sousa
Editor do Mobilize Brasil

*Não demorou e hoje (27) pela manhã veio a seguinte resposta do nosso leitor Gilvando Rios:

"Lendo o texto onde é solicitada a informação eventual sobre número de quilômetros de linha de bondes no Brasil na primeira metade do século 20, passo dados do Anuário Estatístico do IBGE  de 1948: em 31 de dezembro de 1947, o Brasil contava com 2.139 km de trilhos, a capital São Paulo com 250 km, e o Estado de São Paulo (a capital mais Campinas, Guaratinguetá, Guarujá, Monte Alto, Piracicaba, Santos, São Carlos e Sorocaba), 580 km. Havia bondes de Manaus a Porto Alegre...", informa nosso atento leitor, a quem agradecemos!


  • Compartilhe:
  • Share on Google+

Comentários

Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro!!!

Clique aqui e deixe seu comentário

Enquetes
Enquete Você deixaria o carro em casa, e até o transporte público, se as calçadas de sua cidade fossem melhores para caminhar?