Metrô e CPTM batem recorde de falhas em SP

Número de problemas entre janeiro e abril é maior do que o pico de 2011. Falhas em trens, obstrução das vias e falta de energia são as principais causas

Notícias
 

Fonte: Mobilize Brasil/SP1  |  Autor: Marcos de Sousa/ Mobilize Brasil  |  Postado em: 04 de junho de 2019

Maior número de panes nos trens este ano desde 201

Maior número de panes nos trens este ano desde 2011

créditos: Fábio Rodrigues Pozzebom/EBC


Hoje (4), ao voltar do almoço, ficamos alguns minutos presos em um trem do metrô na estação Tiradentes (Linha 1 Azul). Pelo sistema de alto-falantes o operador avisou que havia uma falha no trem. Após uns dez minutos, a composição foi liberada. Semana passada, na mesma Linha 1 Azul, estávamos em outro trem que sofreu pane na estação Luz, o que nos obrigou a desembarcar e seguir viagem em outra composição.

 

Falhas no sistema de trilhos da Região Metropolitana de São Paulo já se tornaram rotineiras no dia-a-dia de quem circula de trem ou metrô. Há até boletins diários nas rádios locais informando sobre os problemas em cada trecho, especialmente nos picos da manhã e final da tarde. 

 

Hoje o SP1 (Rede Globo) divulgou a informação de que entre os meses de janeiro e abril foram 52 panes no sistema ferroviário paulistano, o maior número de panes desde 2011. Esse número computa apenas as falhas de maior duração, aquelas que acabam afetando todo o sistema: são problemas com portas, objetos, pessoas e até alguns animais domésticos nos trilhos, e falhas mais graves, que envolvem, por exemplo, o corte de energia.

 

Há também problemas de limpeza nos trens e estações, ocupação de estações por moradores de rua e até por vendedores ambulantes, que apregoam produtos nas composições e, em alguns momentos, chegam a montar suas bancas inclusive no interior das estações.

 

A Companhia do Metropolitano está comemorando 50 anos de existência e a Linha 1 Azul  - a mais antiga  - já tem 45 anos de operação. Parte dessa história pode ser visitada na exposição Estação Memória, na Sé. Merece ser visitada como referência para os futuros projetos de trilhos urbanos.

 

Leia também:
Linhas mais antigas do Metrô de SP ganharão portas nas plataformas
Problemas do transporte público já somam mais de 150 anos
Panes no Metrô de SP aumentaram 29% em um ano
Nos 50 anos do Metrô de SP, uma visita ao plano de 1906
Governo de SP diz que retomará expansão da Linha 2-Verde até 2020
Trens do monotrilho da linha 15-Prata, em SP, colidem; não há feridos


  • Compartilhe:
  • Share on Google+

Comentários

Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro!!!

Clique aqui e deixe seu comentário

Mais lidas


  • Nenhuma notícia encontrada.