VLT de Brasília terá audiência pública em abril. Via Internet

Reunião para debate do projeto será feita no dia 14/4 por meios eletrônicos para prevenção contra a pandemia do coronavírus

Notícias
 

Fonte: Governo do Distrito Federal  |  Autor: Governo do Distrito Federal  |  Postado em: 26 de março de 2020

Plancha ilustrativa do Estudo de Viabilidade

Plancha ilustrativa do Estudo de Viabilidade para o VLT

créditos: Reprodução GDF
A Secretaria de Transporte e Mobilidade realizará, no próximo dia 14 de abril de 2020, a Audiência Pública referente à concessão patrocinada do Sistema Integrado de Veículo Leve sobre Trilhos – VLT na Avenida W3.
 
O evento será online, com transmissão ao vivo no período entre 10h e 12h. Com isto, a audiência presencial, que estava marcada para o dia 27 de março de 2020, deixará de ocorrer. A medida da Semob está de acordo com o Plano de Contingência Distrital do GDF, que determinou a suspensão de todos os eventos no Distrito Federal como forma de prevenção e combate ao coronavírus.
 
A Secretaria irá divulgar previamente as instruções relativas aos canais de transmissão e respectivos procedimentos para acesso à Audiência Pública, no endereço eletrônico semob.df.gov.br. As orientações ficarão disponíveis até o encerramento do evento.
 
Qualquer pessoa poderá participar da audiência, por meio de manifestações na forma de texto ou áudio que deverão conter a identificação do interessado. Será oferecido um número de WhatsApp para que os participantes possam enviar suas manifestações.
 
Com a decisão de realizar o evento com transmissão online, a Semob estendeu também o prazo para apresentação de contribuições escritas, até o dia 30 de abril de 2020. Com exceção dos prazos e da forma de participação, ficam valendo todos os demais critérios previstos no Aviso de Consulta e Audiência Públicas, publicado no Diário Oficial do Distrito Federal em 12 de março de 2020.
 
 Perspectiva de uma futura estação do VLT na W3 de Brasília Imagem: Reprodução GDF


Projeto prevê 24 estações
A proposta do GDF é manter uma faixa exclusiva de 22 km de extensão para circulação das composições que ligarão o final da Asa Norte ao Aeroporto Internacional Presidente Juscelino Kubitscheck. A linha ocupará as faixas de cada pista da W3 próximas ao canteiro central, que será reformulado. As outras duas ficarão reservadas aos veículos particulares.

 

Ao longo das Asas Norte e Sul serão construídas 24 estações do transporte, além de quatro entre o final da W3 Sul e o terminal aeroviário. Um sistema de sinalização inteligente dará livre tráfego ao transporte, sem parada em semáforos.

 

 
Trajeto da linha entre os terminais de transporte coletivo até o aeroporto da cidade Imagem: Reprodução GDF

 

O VLT vai substituir todas as linhas de ônibus que chegam de outras regiões administrativas ao Plano Piloto e passam pelas vias W3 Sul e Norte. Ao final de cada uma delas, esses ônibus deixarão os passageiros no Terminal da Asa Sul (TAS) ou da Asa Norte (TAN). Ali o passageiro fará a integração para o transporte sobre trilhos, com o custo da passagem incluído no bilhete único de integração.

 

Cada veículo terá 45 metros com sete seções e seis articulações, com capacidade total de até 560 passageiros. As estações instaladas no canteiro central da via seguirão os modelos do transporte já em funcionamento no Rio de Janeiro e em Santos, com características similares às de uma plataforma de metrô.

 

Quiosques comerciais de modelo padronizado fazem parte do projeto e devem ser construídos ao longo do canteiro central. Para dar vazão às quadras transversais, calçadas e ciclovias serão construídas de modo a ligar as quadras 600, na parte baixa do Plano Piloto, às 900, na parte superior.


Para mais informações, acesse: semob.df.gov.br/audiencias-publicas:

 

  • Compartilhe:
  • Share on Google+

Comentários

Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro!!!

Clique aqui e deixe seu comentário