Obra do BRT Transbrasil é retomada, e deve terminar em 2023

Com 18 estações e 4 terminais, fase final do projeto custará mais R$ 361 milhões; no total, desde a concepção, modal sairá por quase R$ 2 bi

Notícias
 

Fonte: G1  |  Autor: Cristina Boeckel  |  Postado em: 25 de agosto de 2021

Obras do BRT Transbrasil são retomadas no Rio

Obras do BRT Transbrasil são retomadas no Rio

créditos: Reprodução RJTV (Globo)

A Prefeitura do Rio de Janeiro lançou, na manhã desta terça-feira (24), a retomada das obras do BRT Transbrasil, que percorre boa parte da Avenida Brasil. As obras já recomeçaram.

 

O projeto conta com 18 estações e quatro terminais, e deverá ser entregue em dezembro de 2023 — seis anos depois do previsto. As obras do BRT Transbrasil começaram em 2015 e estavam previstas para terminar em 2017. O projeto tem 26 km de extensão.

 

Trajeto do BRT Transbrasil, com nova promessa de finalização no fim de 2023. Foto: Reprodução G1

 

O prefeito Eduardo Paes (PSD) destacou a importância da conclusão das obras para a mobilidade urbana do Rio. “A Transbrasil é o corredor que vai levar mais gente de todos os BRT existentes”, afirmou.

 

Terminal Gentileza

Quatro estações que faziam parte do projeto original e que foram retiradas na gestão passada voltaram ao projeto. Pela atualização do projeto agora, em São Cristóvão, na zona norte, será erguido o Terminal Gentileza, em homenagem ao profeta que deixou sua arte em pilastras do antigo Viaduto da Perimetral. Os outros serão Margaridas, Missões e Deodoro. O objetivo é que o Terminal Gentileza integre vários modais de transporte, além de reunir lojas e outros comércios.

 

 Projeção de como ficará o Terminal Gentileza. Foto: Reprodução G1

 

Para esta fase final, o orçamento previsto para o BRT é de R$ 361 milhões. A prefeitura publicou a liberação de cerca de R$ 9 milhões no Diário Oficial do Rio desta terça. O restante virá do governo federal. Quando concluído, o BRT Transbrasil terá gastado R$ 1,89 bilhão desde a concepção.

 

Paes acredita que a obra contribuirá para a revitalização da região. “A maioria das pessoas que chegam ao Rio chega pela Avenida Brasil. Essa obra é uma urgência”, disse o prefeito. De acordo com o secretário de Infraestrutura, Jorge Arraes, o projeto deve desafogar o trânsito no Centro.

 

“Estes terminais, além de fazer a integração tem como objetivo diminuir a circulação no centro por da absorção das linhas alimentadoras”, disse o secretário. A previsão é que o sistema transporte de 150 mil a 250 mil pessoas por dia quando estiver pronto.

 

O BRT Transbrasil terá 18 estações: Into; Igrejinha; São Francisco; Parque Vitória; Fiocruz; Joana Nascimento; Nova Holanda; Ruben Vaz; Ramos; Marinha Mercante; Marinha; Brás de Pina; Ponto Chique; Parada de Lucas; Irajá; Coelho Neto; Barros Filho; Guadalupe. E quatro terminais: Gentileza; Missões; Margaridas; Deodoro.

 

Leia também:
BRT do Rio terá frota duplicada até setembro, promete prefeitura
Mobilidade no Rio: mudanças prioritárias para a próxima gestão
BRT do Rio: relatório propõe ônibus elétrico e melhoria dos serviços
Nova linha de BRT operado por trólebus inicia testes na Itália
BRT de Guayaquil (Equador) está saturado e sofre críticas dos usuários

 


  • Compartilhe:
  • Share on Google+

Comentários

Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro!!!

Clique aqui e deixe seu comentário