Estudos sobre segurança viária buscam diminuir acidentes no país

Observatório Nacional de Segurança Viária traz série de estudos baseada em relatórios estatísticos: o primeiro aborda a situação dos pedestres; o segundo os motociclistas

Notícias
 

Fonte: Mobilize Brasil / ONSV  |  Autor: Mobilize Brasil  |  Postado em: 21 de novembro de 2017

Pedestres são tema de estudo de segurança viária

Pedestres são tema de estudo de segurança viária

créditos: Reprodução

Uma série de estudos de mobilidade urbana está sendo desenvolvida pelo Observatório Nacional de Segurança Viária, entidade dedicada a promover ações que ajudem na diminuição dos índices de acidentes no trânsito no país. O objetivo dos estudos é compartilhar, com autoridades e agentes comunitários, conhecimentos técnicos que possam influenciar políticas públicas e sociais, e contribuir para um trânsito mais seguro. 

A série intitulada “Relatório Estatístico de Segurança Viária“ se estrutura com base em temas específicos e com dados detalhados por estado, sendo que o primeiro deles trata da situação dos pedestres nas vias públicas, 

O “Relatório Estatístico de Segurança Viária – Pedestre” contou com a participação da Universidade Federal do Paraná, que vem produzindo análises divulgadas no Portal Iris de Estatísticas, criado pelo Observatório. Ao final , o estudo traz recomendações para que uma maior atenção seja observada aos que praticam o modo a pé no país. Dentre elas, o estudo destaca as seguintes: 

- Melhoria no planejamento de transportes e engenharia de tráfego, tendo em vista que o modo a pé demanda investimentos mais baixos em infraestrutura comparado aos modos motorizados, e impactam positivamente parcela substancial das viagens nas cidades brasileiras.

- Nas esquinas, a faixa de pedestres deve ser um reforço ao desejo natural de travessia das pessoas. Em locais como meio de quadras ou onde esse caminho intuitivo de travessia não esteja claro, cabe ao poder público regulamentá-lo por meio de faixa. 

- A busca da redução dos limites de velocidades nas vias urbanas, para com isto se preservar a integridade dos pedestres, os mais vulneráveis no trânsito. O estudo conclui que ao tornar essa decisão uma tendência a ser seguida, as autoridades conseguem tanto reduzir os riscos de acidentes, quanto, no caso de sua ocorrência, torná-los menos graves. 

Clique aqui para ler na íntegra o estudo “Relatório Estatístico de Segurança Viária – Pedestre”.

Motociclistas

Outro estudo divulgado pelo Observatório Nacional de Segurança Viária trata da "Condução de Motocicletas no Brasil". É uma análise comparativa, com dados por estado, sobre "o índice de motociclistas habilitados versus motocicletas emplacadas no país".

De modo geral, foi observado neste trabalho que nos locais com maior probabilidade de condução de motocicletas sem habilitação, são também observadas as piores taxas de mortalidade no trânsito. O pior cenário se encontra nos estados do Maranhão, Amazonas, Piauí, Alagoas e Paraíba, tanto no que se refere ao número de prováveis condutores de motocicletas não habilitados quanto às taxas de mortalidade no trânsito.

A conclusão é que a segurança viária no país, em especial no caso das motos, encontra-se seriamente comprometida em grande parte do território, e em especial nas regiões Norte e Nordeste. 

Destacam-se no estudo as seguintes recomendações para tentar mitigar o problema:

- Aperfeiçoar a legislação vigente, com a exigência de documento de habilitação para a compra de motocicletas;

- Melhorar a forma e o sistema de fiscalização das motos para identificar condutores não habilitados em trânsito;

- Atender a recomendações para a fabricação de motocicletas mais seguras;

- Programas de incentivo à utilização de equipamentos e vestuários de segurança aos condutores de motocicletas;

- Melhorias no processo de formação de condutores da categoria A, já que atualmente não existe preparação que apresente as perigosas condições reais de condução deste veículo;

- Melhoria do transporte público urbano, para evitar a migração do modo ônibus – veículo mais seguro – para a motocicleta – veículo menos seguro.

Clique aqui para ler na íntegra o estudo "Condução de Motocicletas no Brasil"

Leia também:
Caixa anuncia acordo para financiar motos. Quem paga por isso?
É correto multar pedestres e ciclistas?
Mobilize estreia no rádio para "conversar" com motoristas


  • Compartilhe:
  • Share on Google+

Comentários

Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro!!!

Clique aqui e deixe seu comentário

Enquetes
Enquete Você deixaria o carro em casa, e até o transporte público, se as calçadas de sua cidade fossem melhores para caminhar?