Área só para ônibus não poluentes é discutida em Campinas (SP)

Proposta de "área branca" na região central consta do edital de licitação do transporte e foi apresentada pela Prefeitura em audiência pública nesta quarta-feira (21)

Notícias
 

Fonte: G1  |  Autor: G1  |  Postado em: 21 de março de 2018

Ônibus não poluidores terão 'área branca' na regiã

Ônibus não poluidores terão 'área branca' na região central

créditos: Fernanda Sunega

O edital da nova licitação do transporte público de Campinas (SP) deve ser lançado ao mercado em dois meses. A informação é do secretário dos Transportes, Carlos José Barreiro, após a audiência pública realizada no Salão Vermelho da Prefeitura, nesta quarta-feira (21).

 

De acordo com Barreiro, uma das principais mudanças será a implantação de uma "área branca" na região central. Neste polígono, só poderão circular veículos que não poluem o meio ambiente.

 

Ainda segundo a Secretaria de Transportes, será ampliada a quantidade de troca de ônibus dentro do sistema de integração, ou seja, uso de mais de um coletivo com uma única passagem em duas horas.

 

"Vamos ampliar a integração para ter mais oferta aos diversos estilos, vamos possibilitar mais quantidade de transbordos. É uma forma de tornar a viagem mais ágil e mais rápida", disse Barreiro.

 

Sobre o valor da passagem, o edital prevê a manutenção da tarifa única em todo o sistema para quem usa o Bilhete Único – hoje de R$ 4,30. Outra mudança prevista é a ampliação das linhas noturnas com conceito de serviço 24 horas.

 

Após a audiência de hoje, a administração pública disponibilizará tempo para contribuições dos usuários; depois disso a Secretaria dos Transportes lançará o edital ao mercado.

 

O prazo da concessão será de 15 anos e a modalidade de contratação será de o menor preço ou maior outorga. A licitação será lançada após a avaliação do Tribunal de Contas do Estado (TCE) de que a concorrência de 2005 foi irregular. Segundo o TCE, as empresas não poderiam ter passado pelo sistema de avaliações dentro da licitação por tomada de preços.

 

Veja principais mudanças previstas:

- Criação do conceito da Área Branca, polígono na região central onde somente circularão veículos do transporte coletivo público não poluentes;

- Criação da Rede Estrutural, ligando os eixos de transporte com a Área Branca, utilizando veículos não poluidores;

- Ampliação da rede noturna com a adoção de linhas com o conceito de serviço 24 horas

- Criação de 6 (seis) Áreas de Operação Preferencial com maior equilíbrio entre si, em número de linhas, frotas e passageiros;

- Melhoria na utilização da Área Operacional Central, para o atendimento comum a todas as áreas operacionais;

- Melhoria da utilização da infraestrutura existente (terminais e estações de transferência)

- Redução da sobreposição de linhas objetivando um sistema mais compacto e eficiente; 

- Estabelecimento de pelo menos um Eixo Estrutural do Transporte Coletivo em cada Área de Operação Preferencial;

- Criação de novos atendimentos a demandas represadas e já identificadas dos usuários;

- Criação de novas opções de deslocamentos perimetrais melhorando o desempenho das linhas radiais;

- Melhoria na alocação dos tipos de veículos em função das características operacionais de cada linha;

- Estabelecimento de velocidade máxima limitada ao perfil da via, em sua maioria 50 km/h, no Sistema de Eixos Estruturais do Transporte;

- Requalificação dos veículos da frota, incorporando itens que promovam a qualificação tecnológica, trazendo mais conforto, segurança e comodidade aos passageiros e motoristas. Dentre esses itens estão:

- Os veículos deverão ser equipados com Wi-Fi, CFTV, AVL, interface de comunicação com o motorista, e preparados para instalação de painéis eletrônicos de comunicação externa, comunicação por áudio sobre a próxima parada e Painel de Mensagem Variável – PMV;

- Veículos acessíveis em 100% da frota.

 

Leia também:
A opinião dos usuários sobre a licitação dos ônibus de SP
Motos e carros já congestionam Região Metropolitana de Campinas
Abaixo-assinado pede volta do VLT em Campinas (SP)
Contra poluição, Bruxelas terá transporte público grátis


  • Compartilhe:
  • Share on Google+

Comentários

Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro!!!

Clique aqui e deixe seu comentário

Enquetes
Enquete Você deixaria o carro em casa, e até o transporte público, se as calçadas de sua cidade fossem melhores para caminhar?