Campanha pede mais tempo para o pedestre na travessia de semáforos

Começa na 2ª feira (4) a campanha nacional Travessia #Cilada, que chama a atenção da sociedade e poder público ao direito do pedestre de ter melhores tempos semafóricos

Notícias
 

Fonte: Mobilize Brasil/ CorridaAmiga  |  Autor: Mobilize Brasil  |  Postado em: 01 de novembro de 2019

Por mais tempo ao pedestre, pede ação do CorridaAm

Por mais tempo ao pedestre, pede ação do CorridaAmiga

créditos: Divulgação

Da próxima segunda-feira (4) até o dia 11 de novembro, acontece a primeira edição da campanha Travessia #Cilada, iniciativa do instituto CorridaAmiga, de São Paulo, com apoio de organizações parceiras nas regiões sudeste, centro-oeste, sul e nordeste do país. 

 

O objetivo da atividade é mobilizar a população sobre a importância de garantir tempos semafóricos seguros e adequados para os pedestres nas cidades brasileiras, sobretudo em travessias de grande circulação de pessoas. 

 

Os resultados obtidos serão em seguida encaminhados aos órgãos responsáveis de cada cidade. A campanha fará ainda o top 10 dos piores semáforos #Cilada para pedestres no Brasil.

 

Qualquer pessoa pode participar desta iniciativa, explica a gestora ambiental e idealizadora do instituto Corrida Amiga, Silvia Stuchi. Para isso, basta usar o aplicativo Colab com a hashtag #Cilada. Ela conta que a prioridade será dada ao mapeamento de semáforos com grande fluxo de pedestres.

 

Prioridade ao pedestre

De acordo com Stuchi, o objetivo é garantir o que diz o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), no segundo parágrafo de seu artigo 29, onde se determina que a preferência de circulação seja dada sempre ao pedestre.  

 

“Nas cidades brasileiras, os tempos semafóricos estão muito longe de cumprir com a legislação e garantir a segurança das pessoas, em especial, de crianças e idosos, que são os que mais sofrem com essa distribuição desigual e injusta", afirma a ativista. 

 

Segundo ela, um exemplo é a capital paulista, onde "97,8% dos idosos não conseguem caminhar a 4,3 km/h, velocidade padrão adotada pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) para os semáforos da cidade”, diz. 

 

A campanha Travessia Cilada busca o diálogo com a sociedade e órgãos responsáveis por essa infraestrutura urbana: “O intuito é de conscientizar e articular a questão para sensibilizar a sociedade brasileira. Quanto mais adequado for o tempo de travessia dos pedestres, maior as chances de as pessoas se deslocarem a pé e se apropriarem dos espaços públicos”, complementa.

 

O problema dos tempos semafóricos foi também observado na Campanha Calçadas do Brasil 2019, durante o levantamento realizado pelo Mobilize entre março e agosto deste ano. Praticamente em todas as 27 capitais avaliadas, os pedestres têm que aguardar até mais de dois minutos pela luz verde de abertura dos semáforos, e atravessar rapidamente, pois em alguns casos a luz vermelha passa a piscar depois de cinco segundos (!). Confira no Relatório e na planilha publicada no site do Mobilize. 

 

Travessia Cilada: como colaborar?

A fiscalização dos tempos semafóricos será feita por meio de aplicativo. Veja o passo a passo nas instruções abaixo: 

 

- Baixe o aplicativo Colab, disponível gratuitamente para as plataformas Android  e iOS e, no próprio aplicativo, cadastre-se;

- Vá em mais (+) para fiscalizar um problema;

- Coloque o Endereço ou compartilhe a localização;

- Tire ou selecione a(s) foto(s) da travessia cilada;

- Procure pela categoria “semáforo quebrado” em “Vias e Trânsito”

- Descreva os tempos medidos: 

1. se no local tiver semáforo de pedestres: tempo verde (para pedestre atravessar); tempo vermelho piscante (se houver); e tempo vermelho 

2. se no local só tiver semáforo para carros:  tempo de travessia de pedestres (vermelho carros) e tempo de espera do pedestre (verde carros)

3. se no local não tiver nenhum semáforo ou esteja quebrado: tempo de espera para conseguir atravessar em segurança.

- Não se esqueça de inserir também a hashtag #cilada na descrição do app e, por fim, clique em “Publicar”.

- Preencha também o formulário de fiscalização para cada semáforo com os dados para facilitar no processamento dos dados.

 

Para pessoas, escolas e empresas que tiverem interesse em apoiar as ações ou promover atividades em outras cidades, o contato é pelo e-mail: [email protected]  

 

Faça parte dessa campanha e saiba como colaborar, clicando aqui.

 

 

Serviço

1ª edição da Campanha Travessia #Cilada

Quando: de 4 a 11 de novembro 

Onde: em várias regiões do Brasil 

Informações: [email protected] e no site do Corrida Amiga 

 

Leia também:
"Calçada Cilada chega à 6ª edição"
Em BH, mais tempo para atravessar
Contran regulamenta padrões para semáforos sonoros
Miséria premiada: corra pedestre!
Brasília insiste no rodoviarismo: pedestres e ciclistas são desprezados
Pedestre em J. Pessoa tem barreiras até ao ir de casa ao ponto de ônibus


  • Compartilhe:
  • Share on Google+

Comentários

Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro!!!

Clique aqui e deixe seu comentário