Araraquara (SP) deve implantar mais 40 lombofaixas até 2020

Expectativa da Prefeitura é dobrar o número deste equipamento que melhora a segurança do pedestre na travessia, para chegar a 80 faixas elevadas no próximo ano

Notícias
 

Fonte: A Cidade On  |  Autor: A Cidade On  |  Postado em: 08 de novembro de 2019

Lombofaixa: extensão da calçada que ajuda nas trav

Lombofaixa: extensão da calçada que ajuda nas travessias

créditos: Prefeitura de Araraquara

A Prefeitura de Araraquara, no interior paulista, pretende instalar 40 novas lombofaixas até o final do ano que vem. Atualmente a cidade já conta com 40 equipamentos como esse, que aumentam a segurança na travessia dos pedestres.  

 

O coordenador de Mobilidade Urbana do município, Nilson Carneiro, explica que as lombofaixas são uma solução para vias ou locais de maior concentração de pessoas, que priorizam a passagem do pedestre. "Ela funciona como um prolongamento da calçada, priorizando o pedestre que atravessa na mesma altura da própria calçada", diz.

 

Segundo Carneiro, ao adotar medidas como essa, o objetivo da Prefeitura é reduzir o número de acidentes e de óbitos no trânsito da cidade. A gestão se mostra preocupada com os dados do Infosiga [banco de dados do governo de SP sobre acidentes de trânsito] que revelam que as vítimas fatais na área urbana de Araraquara passaram de 4 para 8 no primeiro trimestre deste ano.

 

Questão de educação

Carneiro comenta que atualmente a lombofaixa é utilizada com êxito em vários países. Mas no Brasil, ainda que obrigado por lei, o motorista não costuma parar quando o pedestre está atravessando, mesmo tendo à frente um equipamento como esse. "Embora o Código de Trânsito Brasileiro exista há 25 anos, ainda não existe a cultura de respeito ao pedestre", enfatiza. 

 

Ainda segundo o coordenador de Mobilidade Urbana, em Araraquara já foram investidos em lombofaixas cerca de R$ 600 mil. Incluindo lombadas e guias rebaixadas para deficientes, o investimento ultrapassa R$ 1,2 milhão, com recursos do Fundo Municipal de Trânsito.  

 

Prioridades

Os equipamentos vêm sendo instalados em frente a locais de maior demanda populacional na cidade, como diante de escolas municipais e estaduais, além do Sesi, Sesc e Senac. "No total, já foram implantadas 40 lombofaixas e a expectativa é dobrar esse número para 80 até o final de 2020", diz o gestor.  

 

Na opinião de Carneiro, em todo o mundo hoje a prioridade é a mobilidade urbana, com sistemas de transporte público como metrô e VLTs (Veículos Leves sobre Trilhos), e principalmente com medidas que estimulem o caminhar.  

 

"Ao contrário do que víamos quando surgiu a indústria automobilística no Brasil, na metade do século passado, em que se privilegiava o carro, a atenção agora em toda a parte é o pedestre, já responsável por 27% das viagens a pé", reitera.

 

Leia também:
Lombofaixa: dispositivo de sucesso, que pode desaparecer
Campanha pede mais tempo para o pedestre na travessia de semáforos
Faixa com led no Amapá reforça a atenção do pedestre na travessia
Em BH, mais tempo para atravessar
Rua de SP passa por teste de convivência entre pedestre e motorista


  • Compartilhe:
  • Share on Google+

Comentários

Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro!!!

Clique aqui e deixe seu comentário

Mais lidas


  • Nenhuma notícia encontrada.