Maioria dos paulistanos (76%) apoia medidas de restrição ao uso do carro

Inspeção veicular, rodízio maior, limitar circulação e cobrar pedágio no centro expandido são ações que 3/4 das pessoas defendem para reduzir a poluição, revela pesquisa

Notícias
 

Fonte: Destak/ EBC  |  Autor: Destak  |  Postado em: 14 de junho de 2018

Restringir carros e reduzir poluição, pedem os pau

Restringir carros e reduzir poluição, pedem os paulistanos

créditos: Oswaldo Corneti/ Fotos Públicas

 

Mais de três quartos dos paulistanos (76%) são favoráveis à adoção de medidas que limitam a circulação de veículos para diminuir a poluição na cidade. A constatação foi divulgada nesta quarta-feira (13) em pesquisa da Rede Nossa São Paulo.

 

De acordo com o levantamento, realizado pelo Ibope Inteligência, outros 20% são contrários e 4% não sabem ou não responderam. Entre os que são favoráveis, 30% apontaram que a inspeção veicular ambiental é a medida que mais ajudaria a diminuir a poluição da cidade. 

 

A segunda alternativa apontada foi limitar a circulação de veículos em algumas ruas e avenidas do centro expandido da cidade (21%), seguida de ampliar o horário de duração do rodízio na cidade (16%). Treze por cento defendem aumentar o número de dias do rodízio de carros para dois ou mais dias, 11% sugeriram ampliar a área de rodízio e 4% de cobrar pedágio urbano para circular no centro expandido.

 

A volta da inspeção veicular já foi aprovada pela Câmara de São Paulo, em dezembro de 2017, mas o projeto não foi sancionado pela prefeitura.

 

A Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes (SMT) informa, em nota, que a meta de redução da emissão de poluentes pela frota de ônibus do município atende legislação municipal sobre mudanças climáticas e também está prevista no novo edital de licitação. "As metas presentes no edital exigem a redução de 100% da emissão de material particulado, dióxido de carbono e óxidos de nitrogênio em 20 anos", diz.

 

A pesquisa também mediu o grau de satisfação da população em relação à conservação do ambiente urbano. Dos entrevistados, 25% consideram que a preservação e manutenção de espaços públicos como praças e parques é "ruim" e 23% dizem que é "péssima".

 

A pesquisa entrevistou 800 pessoas com 16 anos ou mais entre os dias 5 e 22 de abril deste ano. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos.

 

Leia também:
Poluição do ar, a Torneira e o Ralo
Poluição do ar em SP cai pela metade com greve dos caminhoneiros
Deu no N.Y. Times: Os carros estão arruinando nossas cidades
Denatran suspende obrigatoriedade da inspeção veicular
Carro em SP: 60% das viagens estão entre 2 km e 5 km


  • Compartilhe:
  • Share on Google+

Comentários

Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro!!!

Clique aqui e deixe seu comentário

Mais lidas


  • Nenhuma notícia encontrada.