Trem Intercidades, ligando São Paulo a Campinas, terá audiência dia 16

Encontro virtual permitirá entender a modelagem do projeto, que inclui também o serviço Trem Intermetropolitano (TIM) e a Linha 7-Rubi da CPTM

Notícias
 

Fonte: Mobilize Brasil  |  Autor: Mobilize Brasil  |  Postado em: 05 de agosto de 2021

Trem Intercidades: de SP a Campinas em uma hora

Trem Intercidades: de SP a Campinas em uma hora

créditos: Divulgação

Uma audiência pública foi marcada para o próximo dia 16 de agosto, a partir das 14h40, pela Secretaria dos Transportes Metropolitanos (STM), para esclarecimento do projeto do Trem Intercidades (TIC), que nesta primeira fase ligará Campinas a São Paulo. 

 

A reunião ocorrerá de forma virtual, e em seguida deverá ser aberto o edital para consulta pública que colherá contribuições da sociedade.

 

A modelagem do projeto também inclui o serviço Trem Intermetropolitano (TIM), com melhoria do desempenho e da qualidade do serviço da Linha 7-Rubi da CPTM.

 

Segundo o chefe da assessoria de concessões e parcerias da CPTM, José Augusto Rodrigues Bissaco, "o projeto do TIC prevê investimentos de R$ 7,5 bilhões na concessão", afirmou em webinar ocorrido em junho sobre o tema. 

 

O projeto do TIC, esclareceu o assessor, priorizou a ligação entre Campinas e São Paulo por ser essa a que tem maior demanda. O projeto prevê que em 2035 até 3 mil passageiros utilizarão o serviço no horário de pico.

 

Sobre o tempo da viagem, estudos mostram que, utilizando a faixa existente, o trecho poderá ser feito em aproximadamente 60 minutos. Já a tarifa de referência, de R$ 37 reais, foi baseada na passagem do transporte rodoviário de passageiros. O projeto também prevê investimentos por parte da MRS para segregação de cargas entre a estação Barra Funda, da capital, e Jundiaí. 

 

Trem Intercidades

Apresentado pelo governo de São Paulo em 2010, o projeto do Trem Intercidades (TIC) prevê interligar, na primeira fase, São Paulo a Campinas em 60 minutos. Em seguida, a expectativa é que seja estendido até Americana.

 

Com 100 km de extensão, o projeto prevê serviço expresso (ligando Campinas à estação Barra Funda com uma única parada) e com serviço parador (com possíveis paradas em Louveira, Vinhedo, Valinhos, Jundiaí, Várzea Paulista, Campo Limpo Paulista, Botujuru e Francisco Morato).

 

Leia também:
Estudo destaca a mobilidade de São Paulo, Brasília e Vitória
Linhas de trens da CPTM são concedidas à iniciativa privada
Urbanista critica atraso de obra para integrar aeroporto a trens em SP
Novo trem expresso inicia operação na RMSP
Plano de Ação de Transporte e Logística para a Macrometrópole paulista


  • Compartilhe:
  • Share on Google+

Comentários

Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro!!!

Clique aqui e deixe seu comentário