Mais ciclovias e calçadas. Retrocesso não!

Bicicletadas hoje (20) e no dia 28 vão marcar posição de paulistanos sobre a proposta da prefeitura de eliminar ciclovias da cidade. Leia o editorial #220 do Mobilize

Notícias
 

Fonte: Mobilize Brasil  |  Autor: Marcos de Sousa / Mobilize Brasil  |  Postado em: 20 de abril de 2017

Mais ciclovias e calçadas. Retrocesso não!

Ciclistas levam ikebanas em parque na Zona Norte de São Paul

créditos: Mobilize Brasil


Ciclofaixas, ciclovias e faixas para pedestres e passeios salvam vidas, melhoram as cidades e ajudam a reduzir o trânsito. Ao sugerir a extinção de faixas exclusivas, Dória e Avelleda voltam a estimular o uso irracional (e violento) de automóveis
 

Um dia após a abertura do Fórum Mundial da Bicicleta, no México, e das comemorações dos 200 anos de invenção da Draisiana, a avó alemã da bicicleta, e que divulgamos a inclusão de um capítulo sobre a bicicleta no Código de Trânsito Brasileiro, acordamos hoje com a informação de que a Prefeitura de São Paulo pretende substituir parte dos 468 km de ciclovias da cidade por ciclorrotas, sugerindo que os ciclistas deverão voltar a compartilhar o asfalto com automóveis, caminhões, ônibus e motocicletas.

 

Compartilhar é um conceito interessante, desde que o trânsito seja acalmado, fiscalizado, e tenha suas velocidades reduzidas, para segurança de todos, inclusive dos motoristas. Mas não é isso o que se vê nas ruas e avenidas brasileiras, como constatamos, todos os dias, com as notícias sobre atropelamentos e mortes de crianças, jovens e idosos, na maioria dos casos, pedestres, ciclistas e motociclistas.

 

Assim, a expansão da rede cicloviária é um ponto de honra para qualquer gestor público que queira melhorar a mobilidade urbana em sua cidade e proteger as vidas de seus moradores. Há um ano questionávamos o então secretário de Transportes da cidade, Jilmar Tatto, sobre a qualidade das ciclovias recém-implantadas, que apresentam, de fato, muitos problemas. Tatto declarou que primeiro se tratava de ocupar espaços até então usados apenas pelos automóveis e que no futuro essas ciclofaixas poderiam ser melhoradas e consolidadas.

 

Se há problemas na rede cicloviária paulistana , o que se espera é que o prefeito João Dória e seu secretário de Transportes Sérgio Avelleda trabalhem para corrigí-los e para ampliar a rede cicloviária, de forma a integrá-la aos transportes de massa, tal como fizeram as cidades da Alemanha, Dinamarca e Holanda, citadas pelo "bike anjo" JP Amaral, em entrevista ao Mobilize.

 

Da mesma forma, a melhoria das calçadas  - essa coisa simples, singela, mas sempre abandonada pelas prefeituras  - também é um fator básico para a segurança e conforto de quem caminha, seja uma criança, um idoso, ou uma pessoa com deficiência. Assim, seguimos apoiando a campanha Calçada Cilada, que já flagrou mais de mil armadilhas nas calçadas do país. A maratona segue até o final de abril e está aberta à participação de qualquer pessoa. Basta usar o app Colab, fotografar e registrar a #cilada.

 

Por fim, lembramos que nesta sexta-feira (28) ocorrerão bicicletadas em todo o mundo, inclusive aqui no Brasil e na sofrida cidade de São Paulo. Pedestres e cadeirantes também são bem-vindos :-)
 

PS: A foto acima foi sacada no Parque da Juventude, em São Paulo, hoje (20), quando voltávamos pedalando do almoço, pedalando em uma ciclovia. É uma bicicletada com arranjos florais (ikebana), que está percorrendo vários bairros da cidade para anunciar a breve inauguração do Centro Cultural Japonês (Japan House), na av. Paulista, agora em maio. Mais uma prova de que as bicicletas já integram a cultura da cidade.

Marcos de Sousa
Editor do Mobilize Brasil


Leia também:
Prefeitura anuncia mudanças nas ciclovias de São Paulo
Estrutura cicloviária em cidades do Brasil
Bicicleta - Bicicleta não é só mobilidade urbana
Código de Trânsito Brasileiro pode ganhar capítulo dedicado a bicicleta




  • Compartilhe:
  • Share on Google+

Comentários

ELISABET GOMES DO NASCIMENTO - 21 de Abril de 2017 às 20:52 Positivo 0 Negativo 0

FOI A COMPETÊNCIA, A SENSIBILIDADE DO PREF. HADDAD E UMA CONQUISTA DA POPULAÇÃO, A INCLUSÃO DAS CICLOVIAS, NA MALHA VIÁRIA DA CIDADE DE SÃO PAULO. AS CIDADES DO MUNDO INTEIRO, VEM ADOTANDO ESSA MEDIDA. SÓ O ATUAL PREF. JOÃO DORIA NÃO SABE DISSO.

Clique aqui e deixe seu comentário