Brasilia Para Pessoas

26
junho
Publicado por admin no dia 26 de junho de 2019

Para saber como os pedestres e ciclistas atravessam uma das principais vias expressas de Brasília, o Eixão, percorremos todas as travessias subterrâneas que cruzam a pista. Placas antigas orientam o caminho do pedestres, sempre por baixo da pista.

É escandaloso o estado de abandono das passagens. Pisos e revestimentos quebrados, escuridão, sujeira e risco de assaltos afugentam os pedestres.

Como mostram as entrevistas, os pedestres são obrigados a passar por esses túneis perigosos ou arriscar-se a atravessar a pista entre os carros, sempre em alta velocidade. A situação fica mais crítica à noite, especialmente para mulheres e pessoas idosas.

Veja o vídeo…

Há mais de dez anos o Governo do Distrito Federal promete requalificar essas passagens. Até mesmo um concurso de projetos arquitetônicos foi realizado para a seleção das melhores ideias. Mas nada foi feito. O abandono das passagens contrasta com as obras milionárias do TTN (Trevo de Triagem Norte, também conhecido como Terrível Trevo Norte).



Tags:, , , , ,

Compartilhe

Comente

Seu e-mail nunca é exibido. Campos obrigatórios são marcados *

*
*
*


Busca no Blog
Com a palavra...
Irene Ana Paula Borba
Arquiteta e Urbanista. Mestre e Doutora em Transportes (UnB e UL - Lisboa). Professora do UniCEUB (Centro Universitário de Brasília). Pesquisadora Colaboradora do Instituto Superior Técnico (IST - Lisboa). Pesquisadora Responsável pelo Grupo de Pesquisa PES Urbanos (Pesquisa em Espaços Sociais Urbanos) vinculado ao CNPq. A paixão por andar a pé existe desde sempre, mas se ampliou na academia (após a leitura de muitos teóricos como Jane Jacobs e Jan Gehl - seus maiores inspiradores) e após a finalização da tese de doutorado (em que estudou em profundidade o pedestre), decidiu aliar a teoria à prática. Tornou-se, coorganizadora do Jane's Walk em Brasília e colaboradora do Mobilize. E hoje é conhecida como Paulinha Pedestre.

Irene Uirá Lourenço
Servidor público e ambientalista. Usa bicicleta no dia a dia há 15 anos e, por opção, não tem carro. A família toda pedala, caminha e usa transporte coletivo. Tem como paixão e hobby a análise da mobilidade urbana, com foco nos modos saudáveis e coletivos de transporte. Com duas câmeras e o olhar sempre atento, registra a mobilidade em Brasília e nas cidades por onde passa. O acervo de imagens (fotos e vídeos), os artigos e estudos produzidos são divulgados e compartilhados com gestores públicos e técnicos, na busca de escapar do modelo rodoviarista atrasado e consolidar o modelo humano e saudável de cidade. Atualmente é voluntário do Bike Anjo, colaborador do Mobilize e coorganizador do Jane’s Walk em Brasília.
Posts mais lidos
Categorias
Arquivo

Realização
Associação Abaporu
Desenvolvimento
MSZ Solutions
Comunicação
Mandarim Comunicação
Patrocínio
Itau

Allianz
Apoio
Ernst & Young
Prêmio
Empreendedor Social
Prêmio Empreendedor Social