Prefeitos ingleses querem antecipar o fim dos carros poluidores

Líderes de cidades do Reino Unido se unem para pedir proibição da venda de carros a diesel e gasolina a partir de 2030, e não 2040 como anunciado pelo governo

Notícias
 

Fonte: Independent/ Mobilize  |  Autor: Josh Gabbatiss/ Mobilize (tradução)  |  Postado em: 19 de junho de 2018

Carros a diesel e gasolina com dias contados na Eu

Carros a diesel e gasolina com dias contados na Europa

créditos: Mayor of London

Prefeitos de toda a Inglaterra e País de Gales, representando 20 milhões de pessoas, estão reivindicando do governo do Reino Unido que antecipe a proibição de veículos a diesel e a gasolina em uma década. Com a decisão, nenhum carro novo ou van usando combustíveis altamente poluentes poderia mais ser vendido no Reino Unido a partir de 2030, e não mais 2040, conforme o governo anunciou recentemente.

 

Ao engajar-se neste movimento, os prefeitos se juntam aos grupos ambientalistas e especialistas em energia que já vêm pressionando as autoridades britânicas pela abreviação do prazo de retirada de circulação dos veículos poluidores. 

 

Na próxima quarta-feira (20), o grupo de líderes deve ser recebido pelo secretário de Meio Ambiente, Michael Gove, em um encontro nacional sobre qualidade do ar, organizado entre outros pelo prefeito de Londres, Sadiq Aman Khan (Partido Trabalhista), integrante do grupo de gestores.

 

"A poluição do ar não é um problema isolado, é uma crise nacional de saúde", declarou Khan, alertando que o ar contaminado no ambiente urbano vem abreviando milhares de vidas. Segundo ele, a pauta deveria ser colocada no topo da agenda dos governos, para que medidas corajosas de enfrentamento do problema sejam tomadas rapidamente. 

 

Além de pedir a antecipação do fim dos carros a diesel e gasolina, os prefeitos buscam apoio para medidas como as zonas de ar limpo em todo o Reino Unido e um esquema de sucata para carros mais antigos que encoraje a transição aos veículos de baixa emissão. Também pressionam para que sejam feitos maiores investimentos em transporte público e ciclovias.

 

Ar poluído e doenças

Impactos à saúde causados por poluentes como dióxido de nitrogênio e partículas finas têm sido associados a uma enorme gama de condições de saúde, da asma à demência.

 

Segundo especialistas, a má qualidade do ar no Reino Unido contribui para mais de 40 mil mortes prematuras por ano, e um estudo recente realizado por pesquisadores das universidades de Oxford e Bath descobriu que as emissões de veículos custam por ano à sociedade 6 bilhões de libras esterlinas (cerca de 30 bilhões de reais).

 

O governo publicará em breve sua estratégia Road to Zero, que mostrará detalhes de como os carros altamente poluentes serão eliminados.

 

Outras nações, incluindo Holanda, Índia e Irlanda, estabeleceram 2030 como a data prevista para a proibição do petróleo e do diesel, enquanto a Noruega prometeu um prazo ainda mais ambicioso: 2025.

 

Pesquisas realizadas pelo grupo ambientalista WWF sugerem que a antecipação da proibição em uma década levaria a uma redução de 30% na poluição em 2030, e potencialmente faria do Reino Unido um líder mundial em tecnologia de baixa emissão.

 

Leia também:
Proposta quer transformar Londres em rede de ruas para pedestres
Britânicos querem fim de carros novos a diesel e gasolina até 2040
Especialista critica atraso do Brasil no controle às emissões do diesel
Caminhões no Brasil emitem mais carbono que todo o setor de energia
Países e empresas formam aliança mundial contra os transportes poluentes


  • Compartilhe:
  • Share on Google+

Comentários

Nenhum comentário até o momento. Seja o primeiro!!!

Clique aqui e deixe seu comentário

Mais lidas


  • Nenhuma notícia encontrada.